Classificação: lugares especiais
Descobrimos este lugar através do site os mochileiros (http://www.mochileiros.com/), que gostamos de consultar de vez em quando, quando “precisamos” descobrir novos lugares. Estivemos duas vezes, em 2007 e 2008, com metade da nossa ogroturminha em cada uma das visitas.
Decidimos, depois de pegar muita chuva num Carnaval, em 2004, quando fomos para Aiuruoca e ficamos 3 dias dentro de um quarto, decidimos nesta época do ano, quando chove lá para aquelas bandas de Minas, descer para a Região Sul (ou o mais para o sul que a gente puder).
Ficamos na Pousada Serra do Pirahy, http://www.pousadaserradopirai.com.br/, do Emerson e da Regina. ( Aliás, queridos e incansáveis ogroamigos, fizemos o contato já e estamos voltando para lá de novo, no Carnaval de 2010. Para quem já conhece e para quem ainda não, que tal nos acompanhar novamente? )

Read More

 

Classificação: clássicas

Estivemos duas vezes também na Chapada dos Veadeiros, Goiás. A primeira vez em 97 e voltamos em julho deste ano (2009) com a Júlia.
A melhor opção para nós (após algumas cotações) foi alugar um carro em Brasília e seguir viagem para Alto Paraíso, a aproximadamente 230 km. Dica: há dificuldade na locação de veículo econômico aos finais de semana. Todos os turistas resolvem passear com os carros locados .
Os modelos que sobram são os mais completos (ar, direção, vidro, etc) e portanto o valor da sua locação pode até dobrar, portanto, dormimos uma noite, no domingo em Brasília e seguimos viagem na segunda-feira, quando voltam os carros econômicos. Valeu a pena dormir uma noite em Brasília (financeiramente, porque o lugar que a gente ficou parecia locação de filme de terror,esconderijo de sequestrador ou calabouço de prisão.. Alguém já viu abrir a porta do guarda-roupa e achar um banheiro lá dentro?) Read More

 

Clique aqui  para ver mais fotos.

Classificação: clássicas

Estivemos 2 vezes, em 1996, solteiros, num grupo de amigos e em janeiro de 2008, com nossa filha, mais uma amiga e seu filho, da mesma idade da Julia.
Uma das grandes caminhadas clássicas, onde aliam-se paisagens exuberantes, a simplicidade e simpatia dos moradores, a boa infra estrutura local e a possibilidade de conhecer gente do mundo todo.
Contratamos uma agência local, a Explorer Brasil contato@explorerbrasil.com , com o Kikiu, uma simpatia de pessoa e o nosso guia local Aércio (um dos guias mais pacientes que já nos enfrentaram…) e passamos em janeiro de 2008, por locais diferentes dos que havíamos visitado da primeira vez. Fora os essenciais que você deve visitar (Morro do Pai Inácio, Poço do Diabo, Cach. do Sossego, Gruta Azul e da Pratinha, Poço Encantado -não entramos nesta última vez-Ribeirão do Meio, Cachoeira da Fumaça, entre outras atrações), não deixe de visitar : a Cachoeira do Buracão (nadar por entre os cânions é uma experiência!), a Cachoeira do Mosquito e a Serra das Paridas, com o Renato Hayme, terminando com um farto almoço de casa de vó, a gruta da Torrinha, com formações que nunca havíamos visto (a rara flor de aragonita), nadar no Poço Azul e sentir vertigem olhando aquela água transparente. Read More

Classificação: descoberta

Genteeemmm…
Fomos para Passa Quatro, neste feriado de 12 de outubro. A cidade fica bem depois da divisa com MG, e fica há cerca de 250 km de SP. É uma região lindíssima, de serra, com um arzinho frio, de montanha, maravilhoso…
Nos hospedamos na Pousada Eco da Montanha http://www.ecodamontanha.com.br/, que fica no centro da cidade e confesso que nossos pobres corpinhos acostumados com simplesmente uma cama limpa e um banho quente no final do dia agradeceu pela mordomia oferecida por esta pousada. O café da manhã é um capítulo à parte… tem tanta coisa boa, com uns 4 0u 5 tipos de bolos, pães fresquinhos, frutas, sucos, granola e um café cremoso que só experimentando, não consigo explicar; além da simpatia dos donos, Roberto e Célia. Read More