Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Torta tradicional de Morango

Ingredientes para a massa de torta doce

10 colheres (sopa) de farinha de trigo
03 colheres (sopa) de açúcar
06 colheres (sopa) de margarina ou 1 tablete e ½ de margarina de confeiteiro
02 gemas

Ingredientes para o creme da torta doce

02 colheres (sopa) de maisena (bem cheias)
08 colheres (sopa) de açúcar
01 pitada de sal
03 gemas
½ litro de leite
01 casca de limão verde
01 colher (café) de essência de baunilha

Ingredientes para torta tradicional de morango

01 kilo de morangos limpos ou 02 caixinhas de morangos limpos

Ingredientes para a gelatina da torta tradicional de morango

01 colher (chá) de maisena
01 copo médio (requeijão) de água
½ pacote de gelatina de sabor morango

Preparo da massa de torta doce

Passe as gemas em uma peneire. Junte os ingredientes da massa na tigela da batedeira planetária. Bata em velocidade média por 04 minutos ou até obter massa homogênea.
Alternativamente, caso não tenha a batedeira planetária, junte todos os ingredientes da massa em uma tigela e misture-os com as mão até obter uma massa homogêneas. Sove-a até a massa grudar nas mãos (deve ficar mole e “grudenta”).
Embrulhe a massa e leve-a á geladeira por 30 minutos.
Após os 30 minutos retire a massa da geladeira e forre o fundo e a lateral de uma forma desmontável (para facilitar a moldagem da massa na forma umedeça as mão com água ), previamente untada com margarina e polvilhada com farinha, furando toda a massa com garfo (inclusive as laterais).
Asse-a em forno pré aquecido com temperatura moderada ou 200O C até que a massa esteja corada. Deixe-a esfriar a massa para a colocação do creme da torta doce.

Preparo do creme da torta doce

Misture a maisena, o açúcar, o sal, as gemas (passe-as antes na peneira) dissolva-os com leite e junte a casca de limão.
Leve ao fogo, mexendo até ferver bem (por volta de 04 minutos após abrir fervura). Retire o creme do fogo e retire as casca de limão. Deixe o creme esfriar para a colocação na massa de torta doce.
Preparo da gelatina da torta de morango
Dissolva a maisena num pouco de água e leve ao fogo a água que sobrou. Quando ferver, junte a maisena dissolvida e mexa até ferver novamente. Desligue o fogo e acrescente a gelatina, mexendo até dissolver. Deixe a gelatina amornar para a colocação em cima do creme da torta doce acrescida dos morangos.

Caso deseje um volume maior de gelatina para que cubra integralmente o morango dobre a receita.

Montagem da torta tradicional de morango.

Espalhe o creme sobre a massa da torta doce , ambos já frios.
Coloque os morangos virados, com a parte oposta ao caule, para cima sobre o creme da torta doce.
Espalhe a gelatina morna da torta de morango sobre os morangos.
Leve a torta á geladeira até a gelatina enderecer.
Sirva gelada, opcionalmente, com chantily.

Fonte: Culinária com Arno & Arte.
Receita recebida de nossa cunhada Ivete

Dica: Como a receita produz o excedente de 6 claras na próxima receita utilizaremos estas claras. Aguardem o próximo post.

Viagens em família, com crianças e adolescentes voltadas principalmente ao Ecoturismo

Adventure Sports Fair 2011

Read More

 

Planejamento (Parte técnica)

Utilizamos o links abaixo para montar grande parte do nosso roteiro e acredito que poderá ser bastante útil também para o seu planejamento.
Optamos por fazer o roteiro em 3 dias, com uma “esticadinha”, de 1 dia antes e 1 dia depois da Trilha, entre chegada à São José do Barreiro e depois mais uma noite em Mambucaba, depois da trilha, suavizando assim, em parte, esta travessia.

Read More

O município integra o  Circuito Serras Verdes do Sul de Minas, junto com aproximadamente 20 municípios. Distante 244 km de São Paulo, é a segunda cidade mais alta do Brasil, com 1553 metros de altitude, nos contrafortes da Serra da Mantiqueira. A temperatura varia de 4º C a 23º C.

Read More

 

Parque do Zizo

Parque do Zizo-São Miguel Arcanjo
Estivemos no feriado de Tiradentes finalmente no Parque do Zizo,  da Família Balboni, em nossa visita a São Miguel Arcanjo.

Ensaiamos várias vezes a ida para o Parque, mas as condições precárias da estrada anteriormente, tornava obrigatório o transporte por veículo 4 x 4 e acabava onerando um pouquinho o valor da estadia. Em nossa pesquisa para visitar a cidade, descobrimos através do site, que o acesso agora era possível por qualquer veículo e haveria a possibilidade de visitar o Parque, sem a necessidade de pernoite. Como foi uma viagem inicial de reconhecimento às possibilidades que a cidade de São Miguel Arcanjo poderia oferecer, achamos a oportunidade ótima e combinamos com o Chico nossa visita para lá. A visita seria de R$ 30,00 por pessoa e passaria a R$ 50,00 por pessoa com o almoço incluído. Escolhemos a segunda opção. As visitas, as refeições e a estadia devem ser agendadas com antecedência.

Read More

São Miguel Arcanjo- Parque Estadual Carlos Botelho
Estivemos na cidade há uns 8 anos atrás, visitando o Parque Estadual Carlos Botelho na primeira vez. Cabe aqui, ressaltar que “descobrimos” a existência deste Parque, através de um Guia que nos foi muito útil e fonte de inúmeras viagens. Senta que lá vem história, mas como esse guia foi muito, muito usado, preciso dar os créditos a quem de direito… Falha nossa, tenho que atualizar na lista das Fontes Ogrotur. É o” Guia Parques de São Paulo – O único guia de Parques Estaduais de São Paulo”, autores: José Luis Perucio, Edmilton Alves Gonçalves, Fernando Breda Vicente, Isabel Maria Fraga Perucio e Telma Magri,edição de 2001, portanto alguns dados já têm alterações, porém uma boa parte do guia é sim, muuuito útil. Conhecemos o guia por duas coincidências também. Uma das autoras, a Isabel trabalhou comigo, meio que indiretamente e na época do lançamento me contou sobre o guia e tivemos a indicação da prima do OgroJoão, que disse que tinha feito a revisão de um guia muito legal, que a gente tinha que conhecer.

Read More

Floresta Nacional de Ipanema

A  Flona de Ipanema é uma reserva de cinco mil hectares de mata atlântica, administrada pelo Instituto Chico Mendes de conservação da biodiversidade.
É um Parque diferente. Em 5.000 hectares abriga reserva ecológica, fazenda e prédios históricos.
Existem três trilhas:

Read More

Inevitável não citar a vizinha “glamourosa” Campos do Jordão quando falamos em Sto. Antonio do Pinhal, mas a descrição perfeita, copio aqui do Guia Quatro Rodas :…”Pode não exibir a arquitetura alpina da vizinha Campos do Jordão, mas tem o mesmo frio, a mesma névoa, o mesmo verde. É lugar para entocar-se em pousadas aconchegantes, admirar montanhas e comer truta a valer. Passeios ecológicos substituem a badalação, as cachaças são mais famosas que os chocolates, a sorveteria da esquina vende delícias com leite da fazenda”…

A nova alça de acesso da Rodovia SP 123 facilitou o acesso à cidade. Read More