Depois de duas noites no Campamento Poincenot, visitando a Laguna de Los Tres e a Laguna Torre, no amanhecer do terceiro dia era hora de voltar à cidadezinha de El Chaltén.             Acordamos mais tarde, muito frio, bem diferente do dia da nossa chegada, nem nos animamos para tirar umas fotos, Read More

  Neste dia, o tempo nublado, com as nuvens encobrindo o Fitz Roy nos fez perceber que foi sábia a decisão de ter subido para ver a Laguna de Los Tres no dia anterior. Mais uma lição de todos os relatos que nós lemos: aproveite o momento, pois no minuto seguinte, o clima na, Read More

          Começamos nosso primeiro dia de acampamento em El Chaltén numa segunda feira. Para não atrasarmos muito, resolvemos tomar o café da manhã no meio da trilha.              Saímos do Hostel Los Condores  às 7:30 hs para começar a subida para a Laguna Capri primeiro. Paramos na Panaderia Que Rika, Read More

             O planejamento para El Chaltén é relativamente fácil, pois a cidade é toda estruturada e voltada para o Ecoturismo. Mesmo aqueles que não vêm com intenção de um trekking pesado ou acampamento, chegam aqui buscando caminhadas. Não é a toa que é denominada a Capital Nacional del Trekking., Read More

Chegando ao Parque e visitando as Cachoeiras                     Depois do café da manhã na Pousada, seguimos para o Distrito de Pedra Menina, é só seguir as placas que indicam o caminho para o Parque Nacional do Caparaó. Acertamos a entrada, R$ 17,00 por pessoa, por causa, Read More

  Parte Técnica Nossos links de referência: Tiago Reis, com o seu Rotas Capixabas Um relato do Mochileiros, muito bom, do Rafael Freitas, que me ajudou inclusive através de mensagens via Facebook. E o link oficial do Parque, claro:

Considerando o estradão do dia anterior, conseguimos, sem muito esforço, convencer o Ogro a pagar o bus para nos levar até a Hidrelétrica, (S/10,00 cada um) economizando assim uma pernada de 14 km e pelo menos 2:30 hs, o que no nosso caso seria certamente umas 4:00 hs, porque a partir daqui, seria a, Read More

 Depois do chá de coca na barraca, mesma coisa, guardar os sleepings bags, isolantes, trocar de roupa e desayuno, dessa vez com omelete, salada uma aveia já previamente preparada para misturar com café ou chocolate. Aqui foi o ponto onde nos despedimos do arriero, Alex, e não obrigatório, mas vale a propina-gorjeta, de praxe.