Cachoeira da Solidão e da Pedra Furada

#shortpost

Visita feita em fevereiro de 2021

Estes dois atrativos, a Cachoeira da Solidão e da Pedra Furada, ficam na mesma região do Sitio Begalke e da Fazenda do Zinco.

Tracei a rota pelo wikiloc de onde estávamos no Morro Santa Rosa, em Benedito Novo e deu 30 km.

Mas as placas indicativas te levam até lá bem fácil. 

Convém você fazer o agendamento da visita antes, porque como quase todas as propriedades da região o atendimento ocorre normalmente somente durante os finais de semana

Neste caso já tínhamos feito contato e ela poderia nos atender na sexta-feira mas já tínhamos agendado um rafting (mais uma vez) com a Rita da Ativa Aventuras.

Fomos em um sábado e estava bem mais cheio,  diga-se de passagem porém, que mais do que o nosso grupo com quatro pessoas, a gente já considerava cheio em comparação com os outros dias nas outras visitações.

Existe um espaço para recepção onde funciona como uma lanchonete e ela oferece pastéis por r$ 5 além de bebidas.

Havia uma família com cerca de 10 pessoas e logo depois vinha a gente.

A proprietária fez uma explicação bem rapidinho de como fazer a trilha, do que encontrar e qual percurso seguir.

Fez a gente assinar o livro com o nome e a localidade de origem , pagamos os r$ 12 por pessoa ,indicou os sanitários que podíamos usar e depois o marido dela nos levou até o começo da trilha.

Você pode pegar bastões emprestados logo no começo da trilha e depois devolvê-los no mesmo local, na volta.

Aconselho a retirada do bastão porque a subida apesar de não ser íngreme  é um pouquinho cansativa.

As placas indicando a cachoeira te levam até o lugar facilmente.

A primeira cachoeira encontrada é a da Solidão com a queda pequena, aproximadamente 20 m no máximo e que tem um bom poço para banho.

Paramos lá um tempinho. Havia um outro grupo na nossa frente com quatro pessoas mas bem tranquilos.

Com a chegada da família barulhenta nós batemos em retirada assim como o outro grupo que estava nossa frente

Continuamos subindo a trilha e mais ou menos 300,400m depois você chega a Cachoeira da Pedra Furada.

Como a dona já havia explicado antes, a pedra furada que dá nome a cachoeira não existe mais porque ela caiu mais ou menos em 2013.

Mas a imensa cachoeira cerca de 80 m continua linda e forma um poço escuro na sua queda.

A proprietária aconselha a tomar cuidado para o banho neste ponto pois existem vários buracos ,inclusive a grande rocha que desabou lá de cima.

O João fez a experiência: tomou um banho lá e disse que só tem que tomar cuidado porque existem realmente alguns buracos.  Por isso é aconselhável ir nadar com calçado no pé e também contou que debaixo da queda d’água mesmo existe um platô possível de se apoiar e ficar se banhando. 

Hora de bater em retirada novamente com a chegada dos barulhentos.

A trilha de volta é diferente da trilha da ida, mas no final chega no mesmo ponto na recepção.

Como a visita foi rápida e havíamos praticamente acabado de tomar café deixamos a degustação dos pastéis para um momento mais para frente na Lanchonete das Bike.

O lugar é realmente bonito mas como pegamos o mau costume de estarmos sozinhos nas cachoeiras acabamos nos apressando na visita principalmente por conta da família gritadeira.

Aconselho a visita durante a semana para evitar estes momentos.

Para quando você for

Onde fica

Google Maps

https://www.google.com/maps/dir//-26.889135,-49.465828/@-27.0806443,-49.685287,9z

Telefone

(47) 99116-5717

Horário de funcionamento

Varia bastante. 

Em temporadas, pode funcionar todos os dias. Durante dias normais, só aos finais de semana.

De qualquer forma, entre em contato para se certificar. 

Eu consegui contato pelo Msg do Facebook e logo me repsonderam. 

Páginas

https://www.instagram.com/cachoeiradapedrafurada/

https://www.facebook.com/cachoeirapedrafurada/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.