Vale Europeu-Guia Ecoturístico

Alerta COVID 19 

Atualizado em Junho  de 2021

Este é um post complementar e atualizado sobre o Vale Europeu na nossa quinta visita por estas terras.

Nesta vez, esmiuçamos mais um pouquinho dos atrativos ecoturísticos. 

Trilhas e mais trilhas, inúmeras cachoeiras, o sossego das cidades locais, ainda não afetadas e contaminadas pelo turismo massificado, a hospitalidade do povo, generoso e ainda que em solo brasileiro, preservando muito ainda da sua tradição, a culinária, tanto italiana quanto alemã, as duas maiores colonizações presentes por aqui nos fazem voltar e cada nova visita traz uma nova surpresa. 

Esse é um post índice, vou colocar muitos trechos de textos dos guias (identificados abaixo)  sobre o Circuito do Vale Europeu mesclados com nossa experiências (focadas no ecoturismo) de modo mais geral, só para você ter uma ideia do que fazer por aqui e atualizando conforme for postando as nossas experiências. 

https://circuitovaleeuropeu.com.br/

https://circuitovaleeuropeu.com.br/municipios-integrantes/

O circuito do Vale Europeu, é composto por 19 municípios: Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Blumenau, Botuverá, Brusque, Canelinha, Doutor Pedrinho, Gaspar, Guabiruba, Indaial, Luiz Alves, Major Gercino, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio, São João Batista, Nova Trento e Timbó.

Posts completos sobre cada cidade, bem detalhado, você encontra aqui, no ótimo Vida de Turista, do Thiago Busarello, que nasceu e mora na região e esmiuçou cada cidade da região do Vale do Itajaí: http://www.vidadeturista.com/destinos/medio-vale-do-itajai-sc.html

A Silvia Oliveira, do ótimo Matraqueando fez um post  completíssimo sobre o Vale Europeu aqui, mais voltado para as atrações urbanas: https://www.matraqueando.com.br/circuito-vale-europeu

Vou listar os atrativos dentro das cidades, utilizando os links dos blogs acima, porque foi uma dificuldade conseguir visualizar tudo o que fazer (repito, focando no Ecoturismo) e pode ser que fique mais fácil para você montar o seu roteiro, como ficou para nós. 

Também vou colocar os contatos, os operadores, agências e indicações dos atrativos que coletamos nesta nova visita. 

Rapel na Cachoeira do Baú

 

Apiúna

http://guiasc.tur.br/item/detalhes/codItem/661

-Atrativos Principais:

-Vale do Baú: onde fica a cachoeira do mesmo nome, com 35 metros de queda livre. Fizemos o rapel aqui.

-O Morro da Cruz tem 350 metros de altura, no seu topo uma visão para o cânion do Rio Itajaí-Açú e também para a cachoeira Santa Luzia, com 100 metros de altura. A trilha de subida pode durar entre 40 minutos e 1 hora

 O rio Itajaí-Açú é considerado o melhor rio do Brasil para a prática de Rafting, principalmente pelos vários níveis de corredeiras que oferece (corredeiras de classe II, III, IV e V) e pela facilidade de acesso (o rio fica às margens da rodovia BR 470). Nas outras quatro visitas anteriores, também fizemos o rafting e desta vez não poderíamos deixar de fazer:  http://ativaraftingvaleeuropeu.com/rafting-aventura/

Atualização: Peça para o guia descer com você pelo caminho do túnel. Quatro vezes fazendo essa atividade e nesta última passamos dentro de um túnel abandonado da antiga ferrovia, o que rendeu uma nova experiência!!!! 

Cruz de Pedra-foto de Thiago Benedicto

Ascurra

 http://www.ascurra.sc.gov.br/turismo/item/detalhe/2580 

-Atrativos principais: 

-Colégio São Paulo 

A história do colégio remonta ao ano de 1916, com a chegada dos salesianos à cidade e em 1922 foram iniciadas a construção do prédio, prosseguindo a expansão nas décadas de 1940 e 1950, com a construção da capela, dormitórios, sala de estudos, cozinha e refeitórios. 

Os alunos do Colégio procedem de nove municípios da região, sendo um dos cartões postais da cidade, por sua arquitetura original;

http://www.ascurra.sc.gov.br/turismo/item/detalhe/2574

-Cruz de Pedra (Fenda Geológica)
Leva este nome porque na junção das montanhas se forma um canyon e dele resulta o formato de uma cruz. É uma fenda geológica na Serra da Leoa, e seu acesso se dá pelo morro do 80. Indicado para pessoas com um preparo físico razoável, não é para iniciantes, além de haver a necessidade de se contratar um guia e verificar valores e disponibilidade de visitação por ser uma propriedade particular.

Atualizando: a Andrea Possamai, proprietária das terras, não está operando a atividade no momento. Achamos até estranho, mas algumas operadoras nos ofereceram o trabalho…

Leia nosso post sobre como foi a visita a este atrativo muito diferente

Ela nos contou que pode ser que em 1 ou 2 anos volte a reabrir a atividade. 

Importante dizer também que não estão atendendo na Pousada Nona Rosina, onde havíamos ficado hospedados em 2018, na nossa quarta visita. 

-Salto das Andorinhas
É uma cachoeira que possui uma queda d’água por entre as rochas, semelhantes a uma gruta. Esta gruta serve de domínio a uma espécie de andorinha que habita a região.
-Horário de funcionamento: A visitação não é guiada, e os horários como feriados, finais de semana são agendados apenas no período das 09:00 as 16:00hs.
E-mail: alvaro.moser@senior.com.br
Endereço: Estrada Geral do Ilse Grande, s/nº (fundos) próximo a Capela Santa Terezinha. – Ilse

Leia nosso post sobre a visita ao Salto Andodrinhas

Cachoeira da Pedra Furada-Benedito Novo-SC

Benedito Novo

http://beneditonovo.sc.gov.br/turismo/item/detalhe/14697

-Big Mountain Adventure Park – K2000
A maior tirolesa das Américas localizada entre os municípios de Benedito Novo e Rodeio, com dois quilômetros de extensão, é o “brinquedo” que atrai muitos turistas e moradores da região.
-Horário de funcionamento: Abertos de segunda à domingo. 

No restaurante das 10 às 23 horas. Tirolesa das 8 às 18 horas (com condições climatológicas).
Site: bigmountain.com.br
Telefone: (47) 8459-5062 ou (47) 3717-0569
Endereço: Estrada Geral Alta Liberdade, 6800 Quadra A

Em 2018 só tinha esta informação sobre os atrativos na cidade. 

Desta vez, passamos pelo atrativo duas vezes. Na primeira, não lembro qual era o dia da semana, mas estava fechado. Na segunda vez estava aberto. Mas o preço da descida não nos apeteceu. Desistimos. O valor que iríamos investir (cerca de R$ 120,00) acabou virando a compra de um calçado, em Brusque. 

Desta vez, ficamos na cidade por 10 dias, e deu para descobrir outros atrativos: 

https://www.vidadet urista.com/destinos/benedito-novo-sc.html

Quedas d’água: A cidade possui diversas cachoeiras. São elas: Salto Barra São João, Salto Ribeirão Zinco, Salto Alto Ribeirão Liberdade, Salto Ribeirão Tigre, Salto Ribeirão do Couro e o Salto Santa Maria.

Salto Ribeirão Zinco – Esta é outra boa opção para os praticantes de rappel e também do cascading. O Salto Ribeirão Zinco possui uma queda de 76 metros e uma paisagem maravilhosa!

Serra São João – Os amantes da natureza não podem deixar de conhecer a serra de São João. Este local abriga a Reserva Biológica Sassafrás, uma região rica em biodiversidade.

Cachoeiras do Sítio Begalke (Antiga Usina) – Ficam localizadas no bairro Liberdade em meio a muito verde e paisagens encantadoras! Nós visitamos desta vez e atualizamos por aqui quando publicar.

Orquidário de Max Schütz – Os fãs de orquídeas como eu, não podem deixar de conhecer este orquidário de quase 50 anos. O Sr. Max Schütz reuniu ao longo do tempo aproximadamente 8 mil potes de diferentes espécies e tipos de orquídeas. Não foi possível visitar desta vez. 

Gruta de Santo Antônio – Conta-se que a gruta recebeu este nome a partir de uma promessa feita a Santo Antônio e que foi atendida. Muitos são os visitantes desta gruta que vem apreciar a beleza do lugar e também dar graças e fazer pedidos. Anualmente no dia 13 de junho acontece uma celebração na própria gruta com a presença de muitos devotos.

Nós visitamos, o Sítio Begalke, com 5 cachoeiras, a Cachoeira da Solidão e da Pedra Furada. Passamos pela Igreja Luterana, conhecemos o Ateliê da Tânia Campestrini, compramos mel, mus e melado e visitamos o distrito de Santa Maria e como eu já disse, passamos 10 dias consumindo nos restaurantes e mercados locais. Vou fazer postagens específicas de cada lugar desse. 

Pousada do Zinco

TRILHA AO PÉ DA CACHOEIRA DO ZINCO

-> Nível de dificuldade: FÁCIL para INTERMEDIÁRIO

-> Duração: 40 min de caminhada ATÉ a Cachoeira

Valor: R$40,00 / por pessoa (grupo abaixo de 6 pessoas valor a combinar com o condutor)

Só para fazer a trilha era esse valor. Tranquilo. O passeio ofertado era um day use com almoço + trilha, que ficaria R$ 190,00 por pessoa. Daí achamos um pouco puxado e acabamos não fazendo o passeio nem o day use. Mas existe essa opção de visitação. 

A Andrea, excelente guia da Manitur https://www.facebook.com/Manitur-Turismo-Nacional-e-Internacional-412122932225724, nos deu o contato do Andreas, que é guia na região e quase nos guiou até essa trilha, para o Zinco. Mas acabou não dando certo. Mas ele é ponta firme, sempre solícito e responde bem rápido os whats app. 

Atrativos ofertados pela Ativa na região

-Gruta de Santo Antônio- Benedito Novo-rapel 

-Trekking Morro do Macaco-Dr. Pedrinho-  135,00 por pessoa

-Trilha do Tche: Dr. Pedrinho- 75,00 por pessoa

A Andréa, da Manitur  https://www.facebook.com/Manitur-Turismo-Nacional-e-Internacional-412122932225724/ nos ofereceu alguns roteiros, mas acabamos fazendo tudo por conta. Mas deixo claro que ela nos ajudou (e muito) para esta nova visita. Compilo aqui embaixo toda a nossa conversa e os atrativos que ela nos ofertou: 

-Opção de Passeio 1 – Região de Benedito Novo. Iniciaremos o dia em direção a Alto Benedito, Liberdade e Zinco. Muita subida de estrada de chão, mas que vale todo visual ao chegarmos ao topo com a Pousada do Zinco. No caminho passaremos pela Igreja Luterana Liberdade, a única em estilo Enxaimel do Brasil, construída em 1917. Mais adiante chegaremos a primeira parada , Sitio Begalke, onde percorremos uma Trilha de com aproximadamente 1hora, mais um tempo para curtir a cachoeira. 

Valores:  Sitio Begalke para trilha mais seguro 1h de trilha – R$ 15,00 /pessoa  Pousada do Zinco : Passa dia incluindo almoço e café da Tarde, R$ 150,00/pessoa.  Acompanhamento sem transporte, R$ 220,00 para o grupo com 9h de atividades. 

-Opção de Passeio 2 – Passa dia de Cultura da Região Em direção a Benedito Novo, passaremos pelo Ateliê da Tânia Campestrini, que reúne artesãos da região, pinturas, madeira, vime e muito mais, num casarão antigo ao lado da fábrica de balas coloridas, de banana, coco e muito mais.

Seguindo para o Orquidário Max Schütz com quase 50 anos de história e 8 mil potes de Orquídeas. 

Reserva Biológica Estadual do Sassafrás e sua história.

Cultivo de Pitaias em Timbó em terreno particular sendo fevereiro o mês de maior produçao e com venda de geléia e Licor Artesanal de Pitaia

Sitio Galo do Rio, em Timbo, com sua produçao do Queijo Colonial, leite, nata, queijinho e muito mais 

Valores:  Acompanhamento sem transporte e alimentação, R$ 190,00 para o grupo com 9h de atividades. 

Opção de Passeio 3 – Passa dia – Em busca da Sustentabilidade

 Visitação ao Parque Girassol, que se trata de uma unidade de educação ambiental e valorização de resíduos localizado na cidade de Timbó., com uma interação e aprendizado sobre preservação do meio ambiente de forma inovadora e interativa. Ele atende mais de 20 Cidades do Vale Europeu, com a destinação correta do lixo, considerado exemplo no Estado de Santa Catarina. Tenha uma aula de sustentabilidade

Valores:  Acompanhamento sem transporte e alimentação, R$ 20,00/pessoa 

Lembrando que vocês poderão fazer mais passeios por Timbó, como: Praça do Imigrante em Timbó,, onde se encontram a Casa do Imigrante com atendimento demonstrando a forma de viver e arquitetura no período da Fundação de Timbó, 12 de Outubro de 1869. Também ao lado se encontra a casa do Artesão para compras de lembrancinhas da região. 

o Museu da Música e o Jardim Botânico e mais alguns museus pelas Cidade

E Parque Freymund Germer – Morro Azul no bairro Rural da Mulde

Lembrando que temos Ótimas Cervejarias Artesanais com premiações Nacionais.

 –Opção de Passeio 4 – Passa dia RODEIO – IBIRAMA – ASCURRA 

Neste dia faremos um passeio mais longo pelo interior passando pela Cidade de Rodeio tipicamente Italiana, passando pelo interior de Ascurra, Apiuna todas essas Cidades demonstram uma arquitetura colonial, cultural, religioso da região.Rodeio Tipicamente Italiana e cultura Religiosa da Região, passaremos na Vinícola San Michele em Rodeio, com prêmios nacionais e degustar uvas no pé. Subindo o Caminho dos Anjos com seus 62 anjos de 2m de altura, finalizando no Cristo Redentor e para o almoço no Vale das Trutas, com um rodizio saboroso deste peixe de aguas frias. Seguindo caminho pelo interior pela estrada de chão, poderemos passar por uma produção de flores ornamentais. Continuando por estrada de chão, pequena Serra com lindas paisagens e casarões antigos, finalmente chegando a Ibirama, onde visitaremos uma Atafona totalmente ativa e bem conservada, onde o proprietário demonstra todo seu funcionamento inclusive de uma pequena Serraria, que funciona a base da Roda d’Agua, é uma apresentação de muito orgulho pela conservação mantida a gerações de forma tão caprichosa. No retorno pela BR 470, podemos subir o Morro Dom Bosco, com uma exuberante vista para o Vale e fronteira com Parque Itajaí uma Trilha de 2,5h.

Valores:  Acompanhamento sem transporte e alimentação, R$ 250,00 para o grupo com 9h de atividades.

João e Júlia posando na entrada da Vila Germânica, em Blumenau-SC

Blumenau

O maior ponto de interesse para nós seria o Parque Nacional da Serra do Itajaí https://www.icmbio.gov.br/portal/visitacao1/unidades-abertas-a-visitacao/731-parque-nacional-da-serra-do-itajai

 Preservando a maior área contínua de Mata Atlântica do Estado envolvendo nove municípios catarinenses: Apiúna, Ascurra, Blumenau, Botuverá, Gaspar, Guabiruba, Indaial, Presidente Nereu e Vidal Ramos.

Atrações

Alguns dos atrativos são os esportes de aventura – rafting, rapel, trekking, cicloturismo, voo livre, visitação de caverna, cavalgadas.

Os atrativos estão recebendo estruturas de apoio à visitação. A principal área de uso público é o Setor Nascentes. Seu acesso se dá pelo bairro Progresso, na cidade de Blumenau. Lá existem duas trilhas:

– do Morro do Sapo: tem uma extensão de 4 km, considerada de alta dificuldade e tem duração de 4 horas de caminhada. O percurso passa por dois mirantes instalados a 800 metros de altitude.

– da Chuva: de 3 horas de duração e percorre em 2,7 km o Ribeiro Garcia Pequeno com trechos íngremes. Neste trajeto, é possível avistar a árvore símbolo na região, a canela-preta.

Dos contatos que fizemos para esta visita, nesta época, (fevereiro) os guias aconselharam a não fazer trilha por este período, pela altíssima incidência de cobras. 

Como a maioria foi unânime e desaconselharam a visitação, nós desistimos desta vez de tentar trilhas neste período. 

Também decepcionante (que ainda pretendo contar toda essa frustração num post separado) foi a falta de retorno/atraso dos atrativos. Recebi a resposta do Parque das Nascentes um mês depois do contato feito, quando gostaríamos de ter visitado. Já estávamos de volta a São Paulo, então, nada feito….

Além do relato do Thiago Bussarelo, neste post aqui: https://www.vidadeturista.com/atracoes/nova-russia-blumenau-sc.html, que também nos fez desistir do atrativo. 

Blumenau foi só um ponto de passagem, no dia da nossa chegada e visitamos a Vila Germânica só. Estranhamos o calor sufocante e abafado e que depois fomos nos acostumando. 

Brusque

Ficamos na cidade para servir de base para visitarmos o Parque Nacional de Itajaí (via Guabiruba, que tinha visto que tinha uma entrada), também para conhecer Gaspar e Nova Trento.

A cidade não têm muitos atrativos ecoturísticos, achamos urbano demais para os nossos padrões, apesar de ter uma boa estrutura para compras. Não sabíamos que era um pólo têxtil, com diversas e diversas lojas (e shoppings voltados para tal), onde fizemos uma leve festa… sim… os ogros se rendem às compras, vez ou outra. 

Aproveitamos também para aproveitar a estrutura de um hotel, O Brusque Estação 101 https://hotelestacao101.com.br/brusque/ com instalações modestas, mas confortáveis, mas com café da manhã, chuveiros vigorosos e limpeza de quarto que há muito, muito tempo não usufruíamos. 

Doutor Pedrinho

http://www.doutorpedrinho.sc.gov.br/turismo/item/Atrativos/

Atrativos Principais:

A Cachoeira Paulista, no Alto Capivari, possui 40 metros de queda d’água e uma paisagem fascinante. Localizada em um ambiente de natureza ímpar, oferece serviços de alimentação e hospedagem, contando com 2 chalés para receber seus visitante…
Telefone: (47)991964998
Rodovia Municipal DPE 465 s/n°

Estive lá nas três vezes anteriores. Numa delas, em 1997, fizemos a trilha, subimos o morro lateral e comemos um dos almoços mais maravilhosos que já experimentamos, em casa de colonos.

Comida italiana, caseira, um nhocão recheado delicioso e mais um monte de comida caseira, feito no forno a lenha e comemos num galpão rústico. Não tenho ideia de como está hoje…

Cânion do Caixão

Em 1996, era um trilha recém descoberta pela Igaruana (os primórdios da Ativa Aventuras), fizemos novamente em 1997 e em 2003. Caminhamos pelo leito do rio o tempo todo, com um cânion pequeno, de uns 10 metros de altura, mas bem bonito. 

Entrei em contato mas parece que a trilha não está sendo operada no momento. 

Em 2003 ficamos hospedados na Bella Pousada , recém inaugurada na época, com tudo cheirando a novinho, até a madeira da construção. Hospitalidade ímpar e uma vista panorâmica da cidade lá do alto da colina. 

https://www.vidadeturista.com/destinos/doutor-pedrinho-sc.html

Reserva Biológica Estadual do Sassafrás: Local de belezas encantadoras, a Reserva Biológica Estadual do Sassafrás é uma área de conservação da Mata Atlântica dividida em duas partes, a menor localizada em Alto São João – Benedito Novo com 1.361 hectares e a parte maior, localizada na comunidade de Alto Forcação – Doutor Pedrinho com 3.868 hectares. 

Entrei em contato com o gestor do Parque, que foi extremamente solícito e prestativo. Vou transcrever uma parte  do que nós conversamos, e porquê essa visita não foi possível nesta ocasião. Se você não é ecoturista (ou não se interessa pelo assunto, pule esta parte. Para nós é crucial)

…”Apesar das unidades de conservação da categoria Reservas Biológicas serem mais restritivas que as demais, não sendo permitido o turismo, eles poderiam fazer um atendimento de educação ambiental, mas não havia nenhuma estrutura de atendimento, pois a antiga sede foi incendiada por conta de um conflito fundiário. 

É uma pena essa questão do incêndio e destes tipos de conflitos….

Perguntei como seria o formato desta visita, tendo como foco a educação ambiental, e ele me disse:  

….”nós não conseguimos trabalhar ela agora por conta da situação que comentei. As atividades e trilhas eram próximas à antiga sede e nesta área decidimos limitar o uso, para evitar os conflitos até conseguirmos criar um acordo (estamos caminhando para tal). Nessa área da nova sede, ainda precisamos abrir, sinalizar e estruturar as trilhas, bem como estudar a área para identificar os potenciais. Esta área está delimitada como em recuperação, por isso estava sem nenhum uso. Como te falei, as reservas não permitem visitação turística, apenas para educação ambiental. O que pensei foi, criar um programa de educação ambiental que preveja atividades para todas as idades (normalmente são focados em crianças), identificar atrativos cênicos e unir com os princípios de educação, p. ex. você pode trabalhar interpretação ambiental levando as pessoas em uma cachoeira. Mas isso ainda está no mundo das ideias, precisamos primeiro estabelecer a sede para facilitar o nosso trabalho e acesso à reserva. Também precisamos construir o programa, ter aprovação do conselho consultivo da Reserva, autorização do órgão, entre outros.”…

As unidades de conservação podem funcionar como fomentadoras do turismo e outras atividades compatíveis com a conservação. Enquanto a sociedade não acordar para isso, ainda estaremos séculos atrás de outros países nesta questão. 

Sem dúvida, é um caminho longo e árduo!!

O caminho realmente é a educação, formar as crianças já com esses conceitos, para que se tornem adultos conscientes e responsáveis.

   O Brasil teria (e tem) um potencial enorme em relação à biodiversidade e ao fomento desta educação, mas infelizmente talvez seja algo que não vejamos ainda nesta nossa geração.

  Acredito que nossos filhos e netos colherão o que estaremos plantando agora…

 Muito triste o que acabou acontecendo por lá… é o reflexo do que estamos vivendo no mundo e principalmente no Brasil

  O Brasil ainda precisa caminhar muito para se desenvolver mais nesta área,  inclusive no apoio da sociedade em relação à conservação da biodiversidade. Por isso é tão importante a educação ambiental.

 

Cachoeira Negherbon II: Com uma queda de 15 metros, esta cachoeira é formada pelo rio Forcação. Possui o lugar ideal para banhos em dias quentes e fica em meio a muita natureza!

Cascata Salto Donner: Para quem gosta de rapel este é o lugar ideal! O salto da usina possui cinco quedas em sequência além de possuir também um pequeno cânion e piscinas naturais. Mas o Salto não oferece só isso. Quando conheci a Cascata Salto Donner, logo percebi que muitas são as pessoas que vão até o local para passar um dia de lazer em meio a natureza, batendo um bom papo, ouvindo músicas ou então se refrescando na água.

Dei uma olhada no Facebook do atrativo. Desisti da ideia de visitar depois de ver as fotos. A cascata fica na beira da estrada, não é um lugar afastado e não achei tão bonito. 

Trilha da Sapopema:  Uma experiência na terra do povo Xokleng na Serra do Vale do Itajaí/SC.  Uma trilha de 1800m no meio da Mata Atlântica nas nascentes do Rio Benedito.  Conheça esta enorme Biodiversidade e uma das últimas Reservas do Xaxim Bugio.  No final da trilha uma confraternização na cabana Xokleng com canto, histórias e o delicioso Capung, uma tradicional comida indígena assada em taquara na fogueira.

Desta vez, tivemos a indicação do guia Fabiano, de nos acompanhar por dois dias, para conhecer os atrativos principalmente desta região que ainda não havíamos visitado.  Na quinta e sexta-feira, dias 18 e 19 de fevereiro…. você apareceu??? Ele também não… tivemos que nos virar fazendo atrativos diferenciados para suprir os dias. 

Conhecer os outros atrativos de Dr. Pedrinho vai ficar para outra visita….

Cascata Carolina Parque Aquático-Gaspar-SC

Gaspar

Também uma parada inédita. Nos hospedamos em Brusque e a intenção era visitar Guabiruba (por causa do Parque Nacional de Itajaí -que eu já expliquei porque não deu certo a visita nesta ocasião).

Como passeio alternativo, fomos brincar num Parque Aquático, o Cascata Carolina https://www.cascatacarolina.com.br/, que eu conto depois como foi nossa experiência. 

-Indaial

-Atrativos principais: 

-Pontes: 

-Ponte de Madeira Coberta do Encano
Ponte em estrutura de madeira foi feita com encaixes, pinos e parafusos. A primeira ponte, diferente da atual, foi construída em 1955 usando canela e peroba extraídas da mata do Ribeirão Espinho.

-Vale do Ribeirão Encano
Ao longo do caminho pode-se encontrar: ribeirão de águas claras e propícias ao banho, muitas flores e árvores, belas propriedades rurais com destaque para a arquitetura enxaimel, ruas de chão batido e uma linda Ponte de Madeira Coberta, tudo isso emoldurado pelo verde preservado. 

Também não paramos por Indaial nesta quinta visita. 

Santuário Nossa Senhora do Bom Socorro-Nova Trento-SC

-Nova Trento

Uma visita inédita e visitamos aqui o Santuário Nossa Senhora do Bom Socorro, o Museu da Cultura Italiana e a Vinícola Girola.Coloco aqui quando subir os posts destas localidades. 

Se você tiver interesse na visitação (e motivo de peregrinação de muitos turistas) do Santuário Santa Paulina, a Silvia Oliveira tem um post completíssimo.

Casa na Rota Enxaimel em Pomerode-SC

-Pomerode

http://www.pomerode.sc.gov.br/AtrativosTuristicos.asp?lang=en

…”Torgelowerplatz
Quando se fala em tradição alemã, Pomerode surge como um destino no Brasil. Nesse cenário, a cidade reina absoluta. Situada no “Vale Europeu”, ela foi beneficiada por trazer cultura, música, dança e uma variada gastronomia.
E nessa passagem pela cidade não há como deixar de realizar um passeio com os carros de mola puxados a cavalo, com decoração típica. Impossível é não ceder às tentações da culinária local. Aproveite para apreciar as delícias da mesa, como as cucas, doces, o chope artesanal e o famoso marreco recheado.
Os costumes e a tradição permanecem com a presença de seis grupos folclóricos, que resgatam a cultura e mantém viva as danças típicas dos antepassados.  Além da coreografia e a beleza dos trajes dos grupos, a cultura é vivenciada por meio dos 16 Clubes de Caça e Tiro, que preservam as tradições através das festas de Rei e Rainha das Sociedades, como nas demais comemorações”…

Nós finalmente conhecemos  desta vez .Se delicie com os ótimos posts sobre a cidade aqui no blog da querida Silvia Oliveira, do Matraqueando: https://www.matraqueando.com.br/category/brasil/santa-catarina/pomerode

Em Pomerode (fomos duas vezes), visitamos a Rota Enxaimel (de carro), o centro da cidade, almoçamos e fizemos algumas compras. Mas achamos urbano demais para o nosso gosto. 

Fazenda Ventania-Rio dos Cedros-SC

-Rio dos Cedros

https://www.vidadeturista.com/destinos/rio-dos-cedros-sc.html

Transcrevendo abaixo as atrações que nos chamaram mais atenção:

Cachoeira Gruta do Índio: Localizada a 50 km do centro, conta com uma cachoeira com mais de 35 metros de queda livre contornadas com enormes paredões de pedra. Os indígenas utilizavam esses paredões como abrigo no passado, por isso esse nome. É muito procurada pelos praticantes do rapel.

Barragem do Pinhal em Alto Cedros e Barragem Rio Bonito em Palmeiras (Região dos Lagos): Perfeito para quem gosta de natureza e tranqüilidade. É uma região de águas claras e reservas de mata nativa. São 37 Km de serra que ligam o centro da cidade a região dos lagos.

Esta região também possui cachoeiras e algumas delas só são acessíveis de barco, um espetáculo da natureza!

Vale dos Ventos: Localizado na Barragem Rio Bonito é uma região cercada por enormes paredões de pedras e também pela exuberante Mata Atlântica. Possui chalés ecológicos e diferenciados para aluguel e diversas são as atividades de lazer oferecidas no local, entre elas: trilhas ecológicas, rapel, cavalgadas, banho de cachoeira, pescarias etc. Minha irmã esteve no local em janeiro deste ano e afirmou que este local é realmente encantador! A começar pelos chalés, que são charmosos e aconchegantes até chegar ao Restaurante Saíra que possui refeições muito saborosas! Um detalhe curioso que ela contou é que os cavalos são muito dóceis e ficam soltos pelos campos e que também tem um cachorro labrador que acompanha os visitantes por todos os lugares. Vale a pena conhecer este local que é muito lindo e que permite um contato todo especial com a natureza!

Vale da Lua: A 53 Km do centro de Rio dos Cedros o Vale da Lua é um lugar ideal para as pessoas que buscam descanso e harmonia. Com uma arquitetura simples e aconchegante o local é cercado pela natureza, trilhas ecológicas e diversos animais.

Nós visitamos a Fazenda Ventania, na região. Aguarde a atualização. Achamos um excelente custo-benefício. 

Rodeio

http://rodeio.sc.gov.br/turismo/item/detalhe/15592

-Caminho dos Anjos – Picol Paradis
…”Vale a pena subir o morro do Ipiranga apreciando o “Caminho dos Anjos” que é também passagem para quem faz o Circuito de Bike e Mochileiros. Ser recebido de braços abertos pela réplica do Cristo Redentor de nove metros. Criado pelo agricultor Sr. Paulo Notari, que se diz ser o homem mais feliz do mundo por poder construir e viver num pequeno paraíso e deixar um marco seu na história de sua família e de Rodeio.”

Na penúltima visita, passamos por Rodeio só para jantar. http://business.google.com/website/restauranteechoperiacamineto/ Como eu falei lá em cima, a cidade de Ascurra não tem muita estrutura ainda para o turismo…nossas opções para hospedagem era Ascurra ou Rodeio, mas a hospedagem em Rodeio não deu retorno logo, por isso optamos por ficar em Ascurra.

Nesta última visita, saímos de carro por Benedito Novo e por cima da montanha, passamos para o lado de Rodeio. Passamos pela Bike Gigante,  tentamos visitar a super tirolesa, mas estava fechada. Chegando pelo Caminho dos Anjos (que no nosso gosto particular não nos atraiu), fizemos uma visita flash na Vinícola San Michele,  demos uma espiadinha no Parque Municipal Pietro Vota e almoçamos no aclamado Vale das Trutas.

Também farei posts específicos de alguns atrativos turísticos citados e atualizo por aqui também depois.

 Timbó

http://www.guiasc.tur.br/santa-catarina/atrativos/timbo

Inúmeros roteiros, para todos os gostos e bolsos:

-Mochileiros

-Cicloturismo

-Turismo rural

-Roteiros de charme

-Roteiro religioso

-Observação de aves

-Turismo de Aventura

-Passeio de trem

O site é auto explicativo e  você tem vários roteiros prontos. Vi o de mochileiros por exemplo (que é o nosso maior interesse)  e lá tem a rota com o percurso completo, com as cidades integrantes , o dia a dia, por cidade, completo, inclusive com planilha com todas as indicações da trilha, distâncias e direções e ainda o plano altimétrico. É só clicar no dia (ou na cidade de interesse que o site traz todas as informações.

Nesta última visita, usávamos Timbó como ponto de passagem para todas as saídas de Benedito Novo, mas não visitamos nenhum atrativo especificamente. 

Agências

TBC TURISMO

https://tbcturismo.com.br/

Fizemos contato com o David Henkels, onde o valor por dia ficaria R$350,00 para o grupo, a diária de guia e também pagaríamos nos locais as visitas e passeios. 

Nossa intenção era conhecer a região de Rio dos Cedros, que acabamos fazendo por conta, na visita à Fazenda Ventania, que eu já comentei lá em cima e merece um post bem detalhado. 

TARGET ECOTURISMO

https://www.targetecoturismo.com.br/

A agência me indicou o contato do Juliano,https://www.julianosantana.com.br/

 

Falei com o Juliano por whatsapp e ele também desencorajou as trilhas nesta época no Parque Nacional do Itajaí. 

SCHUSTER TURISMO

https://www.touroperator.com.br/portal/scz04/default.asp?ids=MMXYCY

Schuster Turismo, que me deu a indicação do David Henkels, da TBC

Em Blumenau, indicação da Andrea, da Manitur, o Celso, da Rota Tur, que é especialista em cicloturismo, mas me deu então o contato do Juliano Santana, da Target. 

ATIVA AVENTURAS

http://ativaraftingvaleeuropeu.com/

Acabamos ficando com a mais presente agência na região, com a Rita Ciquella, da Ativa Rafting, que sempre responde e nos atende prontamente, o que a torna referência para os turistas que procuram atividades de Ecoturismo na região.

Nesta quinta visita, como já havíamos visitado praticamente todos os pontos e roteiros ofertados, procuramos por roteiros alternativos. 

MANITUR

https://www.facebook.com/Manitur-Turismo-Nacional-e-Internacional-412122932225724/

E deixo novamente o contato da Andrea, da Manitur, também bastante prestativa e que conhece bastante a região, mas que não conseguimos desta vez fazer o passeio com ela. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *