Retrospectiva Abril 2020

Essa retrospectiva (e não sabemos quantas mais) também não poderia deixar de passar pelo que o planeta está passando….

Quarentena, #ficaemcasa, coronavírus, COVID 19….

Achei melhor colocar em tópicos para organizar um pouquinho as coisas…

Estranho né… cada um tem um jeito de lidar com algumas coisas….esse negócio de organizar é mera bobagem, mas de certa forma, dá um ar de “controle” para nos dar a sensação que temos poder sobre alguma coisa…

Quando na verdade, não temos controle realmente é de nada…. só dos nossos pensamentos e das nossa ações, advindas do que pensamos.

Termino a nota mental lá no final, para você que tiver paciência de ler até o final. 

No trabalho

Voltei a trabalhar no dia 17. Fiquei afastada portanto quase 30 dias.

Nestes 32 anos de carteira assinada, nunca fiquei tanto tempo em casa. 

Somaram-se a estes dias o tempo de afastamento por causa da cirurgia no joelho e da recuperação. 

Fiquei sozinha atendendo por três dias depois do feriado pois meus colegas da Farmácia acabaram se afastando. Mas fiquei com receio sim, porque a Unidade começou a testar os funcionários sintomáticos para o Coronavírus. E não temos EPI (Equipamentos de Proteção Individual) suficientes para todos.

Pessoa paramentada com gorro, face shield, máscara, avental e luvas

Eu paramentada a partir da semana passada

Depois dessa semana, por uma liminar da Justiça do Trabalho, fui deslocada do atendimento direto na Farmácia e comecei a ajudar com a papelada desses pacientes atendidos na Unidade. E adquiri o direito ao uso completo dos EPIs. É um sentimento estranho… me senti exposta por um lado, mas por conta dos equipamentos, mais protegida. Povo em casa sai em retirada quando eu chego em casa. E chegam para falar comigo só depois que deixo a roupa contaminada na lavanderia e tomei um banho. Mas digo que minha exposição é muito maior quando vou ao mercado e encontro os Walking velhinhos errantes passeando….

No serviço também começaram a se delinear algumas mudanças…. tivemos que resgatar aventais e roupas perdidas e esquecidas em algum lugar. No meu caso, acabei dando toda a roupa branca e aventais que não usava há mais de 10 anos….tive que buscar na casa da minha mãe e minha irmã algumas peças para este começo e talvez fazer como minhas colegas, que estão encomendando conjuntos privativos para usar no serviço.

Como já vi no Facebook, deve ter gente que está gastando fábulas para comprar os pijamas para usar como uniforme….

Em casa

João continua em home office desde o dia 18 de março. Júlia chegou em casa, misturando o período de férias escolares e aulas suspensas até não se sabe quando…

Continuamos cada um com sua rotina. 

Já contei na retrospectiva de março, que estratégias estávamos adotando para não tentar matar um ao outro, mas de verdade, acaba não sobrando muito tempo para tretas.

João trabalha o dia todinho. Respeita o horário de almoço direitinho e o horário de entrada. Só a saída que tem se prolongado por vezes… e ele diz que ninguém tem pressa de terminar reunião porque ninguém tem que ir para casa mesmo….

A rotina doméstica toma tempo e trabalho mesmo…. quando você vê, já chegou meio dia. Bem vindo ao mundo real. (Um dos meus jargões preferidos dos últimos tempos e um tapa na cara por vezes para algumas pessoas).Como já estávamos acostumados a fazer tudo, não houve dificuldade. E agora, com o reforço da Júlia, diluímos o serviço em 3 ou algumas vezes em 4, o que facilita bastante. E a parte de fazer comida ela assume quase que inteiramente. E muito bem, diga-se de passagem. Já ganhamos todos quilos extras por aqui. 

Conheço muita gente pastando porque sempre acabaram terceirizando essas coisas. Limpeza, comida, cuidar de filho…. já estamos com a criança crescida, então não estamos pegando o perrengue de cuidar da educação da criança. Sinceramente acho que não daria conta dessa parte. Nunca tive muita paciência para isso….

Algumas coisinhas novas que aconteceram por aqui. 

-Não deu para usar a terceirização do barbeiro então pegamos a maquininha de cortar cabelo emprestada e tosamos o Ogro por aqui. Foi uma diversão. Não sei se para ele, mas a porcaria é que ele adorou a brincadeira e disse até que vai comprar uma maquininha. Eu particularmente falei que parecia uma lesma branca depois da tosa, o que rendeu mais risada e diversão, desgraçadamente….Só não sei o que vai ser mais forte… a sensação de tosa, que ele diz ser quase pornográfica ou a muquiranice arraigada do Ogro.Veremos…..

Pessoa sentada com metade da cabeça raspada e outra metade com cabelo. Uma pessoa passa a máquina na parte raspada

Ogro sendo tosado

-Depois de 2 anos, Júlia conseguiu passar o aniversário em casa. Teve temaki caseiro e bolo de guaraná com morango. Petit comité só nós 4… sem stress, sem preparativos, sem gastos excessivos, sem muxoxos, sem melindres de quem convidar ou não ou grandes acontecimentos. E o melhor de tudo isso, é que a desculpa já está pronta…

Mulher com traços orientais corta bolo, sorrindo, com cobertura cor de rosa e morangos em cozinha, sendo observada por pessoa de costas sentada.

Festa de arromba no aniversário da Júlia. #sqn

Como eu já falei, praticamos o isolamento social há 20 anos!!! E não ter que inventar desculpa para ficar em casa (o que a maioria da população não entende) é libertador!!!!

-Teve corrente de receitas, afinal todos tiveram que começar a cozinhar. Não dá para pedir delivery o tempo todo… além de não ser nada econômico, não é lá muito saudável…

Forma pequena com tomates cereja, dentes de alho e alecrim

A receita que eu recebi quando minha comadre deu o meu telefone para a colega dela. São tomates cereja, com alho e alecrim.

Recebi a corrente mas fiz tudo errado… quem percebeu foi minha comadre, (que fiz a heresia de compartilhar a corrente, que convenhamos, são horrorosas, por vezes) que disse que o telefone não era o meu… não sei o que estava pensando mas acabei na hora de enviar, colocando o telefone da Júlia… neeeeem tchummmm…. e a Júlia xingando depois de um certo tempo porque raios (não posso colocar os palavrões que ela usou) ela estava recebendo receitas no whatsapp dela….

Minha comadre me desejou muita sorte e condolências para lidar com a Júlia depois do ocorrido…. imaginem a braveza dela….nem perguntei se teve mais receita chegando….rsrsrs…..melhor não cutucar onça com vara curta….

No blog 

-Fiz um post específico  só sobre coisas que acabei lendo, ouvindo e pensando em relação ao blog, mas acho (como eu digo no post) que dá para aproveitar para quem trabalha com conteúdo e com branding, de forma geral. 

-Saiu uma parceria nova com a Oyo Hotéis  uma rede que surgiu em 2013 na Índia, uma das maiores e que mais crescem no mundo, com quartos disponíveis em mais de 800 cidades e 18 países. 

Pessoa paramentada com gorro, óculos de proteção, máscara e avental. Nas laterias superiores e inferiores, abas vermelha. Em cima escrito Aos heróis da saúde. Abaixo, Oyo, de quartos abertos.

A parceria com a Oyo Rooms

-Estou em conversação com duas localidades no Brasil para ajudar a fomentar o turismo local, quando tudo isso passar. Espero que dê certo e quando sair mais coisa compartilho por aqui!!!

O que mais rolou por aqui 

Falei lá em março que me aventurei a ressuscitar tintas e pincéis por aqui… só parei (espero que momentaneamente) porque onde comecei a pintar (na escada de casa) me deu uma dor nas costas desgraçada.. mas treinei em papéis para descongelar a mão…(que é a foto com a Jasmin observando a arte, literalmente). 

Ficaram meio tosquinhos no começo e depois entendi que não ia dar certo nunca porque estava usando o material errado. Mas já serviu para me distrair bem…

Quatro imagens em diferentes tamanhos todas com o céu estrelado noturno

Meus experimentos no papel canson

Fiz um daqueles cursos abertos da Faber Castell, de aquarela, que me deu algumas ideias também… mas também me coçou a mão para comprar mais material….claaaro…..

Netflix

-Voltamos a assitir Breaking Bad para entender quando os dois universos se colidem, de Walter White e Saul Goodman,

-Taare Zameen Par- um filme indiano, de 2007, no Brasil colocaram o título de Como Estrelas na Terra, que minha colega Íris me indicou. Bem bonito, bem inspirador e que todo pai e mãe deveria assistir. 

Parece incrível, mas conforme as outras atividades foram crescendo, fui me distanciando da TV e não consegui ver mais nada.

Vez ou outra, passava por programas ou entrevistas específicos: 

-Lembramos muito por aqui do  Harari , um historiador, filósofo e autor dos best-sellers Sapiens: Uma Breve História da Humanidade, Homo Deus: Uma Breve História do Amanhã e 21 Lições para o Século XXI.

Para quem nunca ouviu falar, dá uma sapeada numa entrevista dele no Roda Viva de novembro: 

-E também do Átila Iamarino , que tem muita gente xingando, mas a gente gosta bastante. 

E para terminar a nota mental começada lá em cima, para você que chegou até aqui (ufa!!!!!!) cada vez mais estamos vendo e vivenciando isso… a imprensa séria, a ciência e tecnologia são os pilares que devemos nos basear para nossas ações e atitudes… que a arte é o refúgio quando as coisas ficam tristes e pesadas…que quando a doença ganha nome e rostos conhecidos (aqui em casa já chegou) a coisa pega mesmo….que o que realmente importa, é o que todo mundo sempre falou… saúde, as coisas simples da vida, um banho de sol, ar puro, uma comidinha boa e compartilhar todas essas simplicidades com as pessoas que importam para você.

Todo o resto é bobagem. Espero, de verdade, que possamos lembrar dessas verdades quando isso passar. E vai passar!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *