As pessoas que habitam nossa casa

#shortpost

Somos trilheiros há mais de 25 anos. Nos conhecemos assim  e criamos a Júlia neste meio. Além de trilharmos por aí desde 1993, também somos consumidores de todo o universo que cerca as trilhas. 

Equipamentos, lojas (que agora existem como Departamento), roupas e também cultura. Guias, livros, filmes, séries,  podcasts, etc, etc….

Algumas figuras deste universo nos são icônicas.

É assim… como um roqueiro tem seus ídolos, nós temos os nossos…

É um  misto de admiração, de “orgulho alheio” (ué… não tem vergonha alheia???) e/ou Puuuuutzzz!!! Como eu queria ser como ele/ela!!!!!

E (feio dizer isso, mas também preciso confessar), um misto de “invejinha”. Nossa, queria poder ser tão desapegado quanto ele, ronda nossa mente perversa vez ou outra…. “Como ele consegue viajar tanto?????”

E nós aqui, nessa vida regradinha… (que já falei aqui , aqui  e aqui)

Para no minuto seguinte colocarmos o pé no chão e por causa do passar da idade e da experiência ter a consciência (e a tranquilidade) que foram as escolhas que nós fizemos ao longo das nossas vidas. 

O engraçado que na verdade deve acontecer com todo “ídolo”, é que ele não tem a menor ideia da nossa existência….

Comparado com esses caras, como eles mesmo falam, somos mais para meros turistas (quase usam esse termo de modo pejorativo) com um pitadinha de espírito aventureiro. 

Isso vez ou outra, nos fazem sentir um certo receio ou vergonha da gente não poder ser comparado nem com a unha do dedinho do pé deles, mas de novo, no minuto seguinte, nos damos conta que ninguém ( muito menos eles!!!!!) estão ou fazem as aventuras para serem comparados com nada ou ninguém…

E lendo (e conhecendo) um pouquinho mais de cada um deles (através dos Podcasts e nos livros que conhecemos) enxergo ques sim, essa é uma impressão bem errada. 

Este é uma pequena nota introdutória sobre esta opinião geral que tenho dos nossos inspiradores (a palavra moderninha) aventureiros, para contar sobre os nossos ícones, nossos ídolos (ou às vezes nem tanto assim), as pessoas que a gente acompanha e que habitam a nossa casa, as nossas conversas e divagações. 

E minha mania de contar o porquê de certas coisas….

One Comment on “As pessoas que habitam nossa casa

  1. Pingback: Highlands-Por Baixo do Saiote Escocês - Os caminhantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *