Banff Town

7º dia- 

Saída do Lake Louise Campground/ Chegada no Tunnel Mountain Village II/ Reconhecimento da cidade de Banff

Vou fazer um introdutório sobre Banff, um guia rápido, para você planejar a sua viagem. Dos relatos que eu vi, a maioria só dá uma passada rápida pela cidade. Nós ficamos mais tempo, esmiuçando as atrações locais. 

E depois vou colocando os links específicos  de cada lugar visitado. Mais para frente nesse post,  também deixo um resumo do nosso relato do dia. 

A cidade de Banff

Um pouquinho de História

Banff foi criada no fim dos anos 1800 pensando em turismo. A ferrovia chegou primeiro, depois as fontes termais de Cave & Basin foram descobertas.

Dos primórdios, onde os vitorianos ricos hospedavam-se no Banff Springs Hotel até a chegada da estrada em 1911, onde as massas tiveram acesso a cidade, Banff continuou crescendo conforme os turistas chegavam e os serviços foram se firmando.” 

Tudo isso quem me contou foi o Guia Canadá, da Lonely Planet. Sim, ainda uso guias impressos. Gosto muito.

Daí, você começa a se dar conta do que é estar em um lugar pensado no Turismo. A estrutura, a organização, o respeito ao meio ambiente, TUDO faz você perceber isso. 

O que fazer em Banff

-Andar pelas inúmeras lojinhas da Banff Avenue;

Lojas de esportes de aventura: The North Face, Patagonia, QuickSilver, Atmosphere,  assim como inúmeras lojas de marcas locais (compramos algumas coisas na Cool as a Moose) e muitas lojas de souvenirs. Tem também o shopping na Banff Avenue, a principal da cidade, o Cascade Shops; 

Dar uma passadinha (ou passadona mesmo) no Visitor Information Centre; 

Informações, folders, previsão do tempo (imprescindível por aqui), os calendários com avistamento de vida animal, lojinha (báasico) de souvenirs, uma equipe treinada e atenciosa para esclarecer suas dúvidas ou sugerir passeios conforme a sua disponibilidade, wi-fi free e sanitários. Imagina se a gente não batia cartão toda vez que passava por aqui. 

-Experimentar as comidas locais (snacks, sorvetes e restaurantes):

Chaya  (118,Banff Ave-nosso preferido, oriental), Indian Curry House (225, Banff Ave-acho que não precisa explicar), Earls (229, Banff Ave-lugar chiquetoso e caro. A comida não é lá essas coisas), Beaver Tails (120, Banff Ave-experimente, é uma comida local. É uma massa em formato de  “rabo” de um castor, com a cobertura que você escolher), Cows Ice Cream (134, Banff Ave- um dos melhores sorvetes que tá experimentamos); Rose & Crown Pub (202, Banff Ave-é um bar que serve comida também. Os pratos do dia têm preços acessíveis);

Quadro em 3D em estilo maquete com figuras de indígenas montados em cavalos. À direita ao fundo, construção lembrando uma fortificação e montanhas azuis ao fundo.

Buffalo Nations Luxton Museum- Banff Town

Visitar os museus da cidade (visitamos alguns, depois faço posts de cada um):

Cave & Basin National Historic Site (imperdível!!!! um dos melhores museus que já vimos),  Banff Park Museum National Historic Site (é possível que as crianças curtam os animais empalhados aqui. Nós não), Whyte Museum of the Canadian Rockies (muito bom!!!) e  Buffalo Nations Luxton Museum (que conta um pouco sobre a história dos povos indígenas da região de Alberta). 

-Visitar as atrações locais principais:

No meio da foto, piscina azul. Do lado esquerdo, na beira da piscina, cadeiras vermelhas com algumas pessoas sentadas. Do lado esquerdo, montanha escura com neve no topo. Céu acinzentado.

Banff Upper Hot Springs em Banff

Banff Gondola (esse não fomos porque já tinhamos visitado o Lake Louise Gondola) e Banff Upper Hot Springs (sim, as piscinas com águas aquecidas);

-Fairmont Banff Springs Hotel
Onde os ricos vitorianos vinham se hospedar, lembra??

É ostensivo, chiquetoso, a arquitetura lembra um castelo e é do começo dos anos 1920 e uma atração da cidade. 

Você pode passear pelo interior. 

Surprise Corner

É… um lugar privilegiado para você ver o…. Fairmont Banff Springs Hotel do alto, para tirar fotos de cartão postal. 

Cachoeira com cerca de 5 metros à esquerda da foto. A cachoeira tem uma pequena elevação em pedra, em ambos os lados, com pinheiros no alto da formação rochosa. Um poço de águas esverdeadas, formando um rio após a queda. Céu azul ao fundo com nuvens brancas esparasas.

Bow River Falls- Banff Town

-Bow River Falls: pertinho do Fairmont Banff Springs Hotel, não é assim, uma cachoeira UAU, mas é um outro bom lugar para ter mais uma vista linda e muita gente para por aqui vem fazer um pic nic. 

-Visitar os mercados (sim, somos daqueles que não deixamos passar um mercadinho); IGA (318, Marten St)-esse aqui é o mais genérico e Nesters Market (122 Bear Street)- eles se autroproclamam “onde os locais compram”- uma quantidade grande de comidas prontas, doces, sanduíches e saladas e tem sopas prontas, onde você escolhe o tamanho do pote e leva prontinha, quentinha, para você comer. 

Terreno alagado com vegetação em verde claro,= e laranja formando um pântano. À esquerda, pinheiros altos. Ao fundo, montanha com topo nevado.

Um outro pedacinho do Cave & Basin National Historic Site, na cidade de Banff

Tendo Banff como ponto de partida, inúmeros lugares para visitar nos arredores

-Hoodos

  Formações rochosas com formatos peculiares formados pela erosão pelo vento e pela água.

-Vermillion Lakes
São três lagos nos arredores da cidade de Banff, com vista para o Mont Rundle. 

-Two Jack Lake
Fica a 12 km de Banff, a caminho do Lake Minnewanka. 

Um lugar bem calmo e tranquilo. Uma água verde e não é tão cheio quanto os outros lugares. 

-Johnson Lake
Bem perto do Two Jack Lake. 

Também um belo cenário para um bom pic nic e uma paradinha.
-Lake Minnewanka

Normalmente (como são perto um do outro) você consegue conjugar este lago mais os dois acima numa saída. Fica a 13 km a leste da cidade de Banff. Aqui ainda existe a possibilidade  de pagar um cruzeiro pelo lago, um passeio de 1 hora. 

Cachoeira em queda de dois níveis, na cor azul esverdeada, rodeada por bosque de pinheiros em ambos os lados.

Johnston Canyon, pertinho da cidade de Banff

Johnston Canyon
Um lindo passeio,com trilhas tranquilas e boa parte pavimentada. As trilhas são auto-guiadas, com duas cachoeiras e o caminho e as trilhas são lindas. Fica a 30 km de Banff. 

Nos baseamos nesses links para montarmos o nosso roteiro: 

https://www.banff.com/

https://www.felipeopequenoviajante.com/2015/09/banff-onde-ficar-comer-passear-roteiro.html

http://banffnationalpark.com/

http://www.campingbanff.com/backpacking-rentals-in-banff/

https://www.pc.gc.ca/en/pn-np/ab/banff/activ/camping

https://www.pc.gc.ca/en/voyage-travel/reserve

https://www.mochileiros.com/topic/24216-montanhas-rochosas-candendes-jasper-e-banff-national-parks-e-fotos/

Estadia

-13/09/18

Saída de Lake Louise até às 11:00 am

Entrada no oTENTIks Village 2

-18/09/18

Saída para Calgary- Vôo para Vancouver às 17:30
Teríamos portanto, 6 dias nos arredores, mas 4 dias inteiros para explorar a cidade.

 🙋⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸⇸

          Planeje sua viagem com a gente

    -Reserve sua hospedagem no Booking 🚪 

    -Reserve seu seguro viagem na Seguros Promo 🚩

    -Alugue seu carro com a Rental Cars 🚗

    -Reserve seu passeio com a Get your Guide 🌆

    ⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷⇷🙋

Sugestão de Roteiro para os dias:

-13: Chegada em Banff. Devolver a barraca.  Conhecer a cidade e instalar no Village 2

-14: Banff Gondola e Banff Upper Hot Springs

-15:Trilha dos Hoodos, Fairmont Banff Springs Hotel, Surprise Corner, Vermillion Lakes

-16:Johnson Lake, Two Jake Lake

-17: Lake Minewanka (de um lado), Johnston Canyon (sentido Lake Louise)

-18: Saída do Village e partida para Calgary- Vancouver

Como ficou o nosso roteiro para os dias em Banff:

-1º dia: chegada e instalação no Tunnel Mountain Village 2.

-2º dia: Ficamos vagando pela cidade, entrando e saindo de lojas para fugir do frio. Visita ao Banff Park Museum National Historic Site;

-3º dia:  Hoodos, Two Jack Lake, Lake Minnewanka, Johnson Lake;

-4º dia: Cave & Basin National Historic Site

-5º dia: Banff Upper Hot Springs, Buffalo Nations Luxton Museum e  Whyte Museum of the Canadian Rockies;

-6º dia: Saída do acampamento e partida para Calgary e depois Vancouver

Grande salão com o teto em formato em arco. Do lado direito, grandes telões com imagens coloridas projetadas. Abaixo destes, painéis explicativos. No meio do salão, outras exposições. Do lado esquerdo, fileira de cadeiras para as pessoas "assistirem" o que se passa nos telões.

Um dos atrativos do Cavin & Basin National Historic Site. Um dos museus mais incríveis que já visitamos!

Nosso 7º Dia (Relato) 

Saímos do Lake Louise Campground  e chegamos à cidade de Banff. 

Acordamos com todo o campo em volta branco, inteirinho coberto de neve. É um negócio bonito de se ver… mas é duro dormir na barraca na neve.. principalmente como nós, que esperávamos frio.. mas não neve.. 

Nossa barraca é 3 estações. Preparada para o frio.. Para a neve não…

Ainda bem que seria o último dia de acampamento em barraca. Combinamos então de só trocar de roupa e levantar acampamento.

Como a família sem noção (eu conto lá no post de cima)  tinha acabado com toda a instalação da área C, onde estávamos, pegamos o carro, fomos até a ala L, onde ficam os chuveiros, trocamos de roupa no quentinho e desmontamos o acampamento.

Desmontar é modo de dizer, porque como estava tudo muito molhado por causa da neve, não tinha como enrolar a barraca toda molhada. Enfiamos no carro de qualquer jeito, pois ainda teríamos muito tempo para voltar para casa e se colocássemos desse jeito, certamente chegaria mofada e descemos para Banff. 

O frio era maior que a obrigação de arrumar as coisas…

Chegamos, fomos espiar a área de acampamento (expliquei já neste post https://oscaminhantes.com/2019/04/como-acampar-no-parque-nacional-de-banff.html como você faz sua reserva e o trâmite para essa reserva), mas o check in só poderia ser feito após às 15h00. .

Encontramos bem do lado do acampamento uma loja de conveniência, onde de um lado tem um mercadinho básico, uma loja de bebidas e o melhor, uma lavanderia! Deixamos nossas roupas lavando e secando e rumamos para o centro. Esta lavanderia foi frequentada quase que diariamente durante esta estadia. 

Uma dica também, que só descobrimos no último dia (infelizmente), é que tem um parque aquático indoor (isso mesmo!!! Surreal!!!) do lado dessa loja de conveniência.Em setembro de 2018 o ingresso custava CAD $12,00 e crianças abaixo de 5 anos não pagavam. Piscina aquecida enorme, vestiários e até tobogã!!! Pena não termos “descoberto” isso antes….

Voltamos para a cidade e comemos no Indian Curry House.

Queríamos andar, mas estava muito, muito frio (eu sei, é exagero, mas nós não estamos acostumados com esse frio todo) e numa rua tranquila lá, deu um sono gostoso, com o carro aquecido e acabamos tirando um cochilo lá mesmo…

Placa redonda em dourado acobreado com a figura de um caribú. Escrito ao redor da placa Caribou Street e do lado opost, Banff.

O detalhe das plaquinhas indicativas no centro da cidade de Banff

Ficamos dando voltas pela cidade. entrando e saindo de lojas. 

Passamos para pegar as roupas sequinhas e cheirosinhas e fomos para o acampamento, nos instalamos e estendemos a barraca embaixo das super camas do Otentik.

A tenda é grande, bem confortável, só que… é de lona.. então, é frio de qualquer maneira. Tinha aquecimento, mas quase não fazia muita diferença…

Na frente da tenda, que é acessada por uma rampa de madeira, dois bancos enormes de madeira com encosto, para você desfrutar da paisagem. 

Que não conseguiram ser utilizados nenhuma vez…

Tem uma porta central, com vidro e uma janela de cada lado. 

Dentro da tenda, uma mesinha de madeira com quatro cadeiras.

As “camas” são uma estrutura conjunta, como um grande tablado suspenso, no fundo da tenda, com colchões sobre este tablado e um “extra”, no meio destes, como se fosse um beliche. No fundo da tenda, pelas “camas” também existem janelas com vidro, então você pode ver o exterior. A tenda comporta tranquilamente 6 adultos. 

Em todas as portas e janelas,  existem “cortinas” da mesma lona da cobertura, que te dão privacidade e diminuem a incidência da luz do sol. 

Do lado externo, todas as tendas têm o firepit, um contâiner para armazenar a comida (lembre-se dos ursos e outros animais), uma churrasqueira daquelas modernas e um botijão de gás para acender a churrasqueira!!

Tem também uma grande mesa e bancos de madeira nas laterais, para você desfrutar da sua refeição.

Infelizmente, não conseguimos desfrutar de nenhuma dessas comodidades… a gente não conseguia simplesmente acender o fogo…..

Montamos nosso jantar no frio, dentro do shelter, porque dentro das barracas não pode ter comida.(lembre-se!!!) e depois fomos procurar os banheiros. 

Os banheiros são mais arrumadinhos que do Lake Louise Campground.. os chuveiros têm duas partes, a primeira com um banquinho de madeira, que facilita muito na hora de trocar de roupa e deixar as suas coisas e o chuveiro propriamente dito, 

Neste primeiro dia, duelamos com os chuveiros e não conseguimos tomar um banho quente direito… mas nos outros dias descobrimos que simplesmente pegamos exatamente os dois chuveiros que não esquentavam e “encontramos” os que aqueciam mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *