5 novos hábitos para mudar sua vida

Sabe aquela música clássica né… todo dia ela faz tudo sempre igual….lálálálá….

E você???

Qualquer semelhança é mera coincidência???

Pois é… como a gente costuma falar (e usar como muleta e como desculpa), a vida corrida, o rolo compressor da vida urbana e da vida adulta, etc, etc, etc….

O ano que passou foi interessante sob alguns aspectos, mas acho que o mais importante de todos foi a inclusão de novos hábitos… e é como vício… vai chegando um, vai mudando uma coisa, daí você já tá mudando outra… e assim vira uma bola de neve (ou uma espiral para cima, como diz a nova moda)..Uma corrente  do bem, ainda bem!!!

Vou listar alguns e vou atualizando conforme novos hábitos venham surgindo!!!

1-Voltar a ler

Infelizmente, nessa vida total screen, a gente se “esquece” de velhos hábitos. Sempre gostei muito… aliás, um bom hábito que a Júlia “pegou” de mim…. No afã de tudo ser mais rápido, mais imediato (e talvez erroneamente um conceito de mais praticidade, sei lá… ahhhh… as velhas desculpinhas….) tinha abandonado este prazer. 

Dois livros foram responsáveis por isso: 

Comprei o ano retrasado (vregonha), na Adventure Sports Fair, o livro do Guilherme Cavallari, Highlands… aproveitei para pedir autógrafo, momento tietagem….etc… mas ele ficou meio esquecido num cantinho. Até que veio a vontade e foi começar a ler e devorei o livro. Depois conto o que eu achei do livro…

O outro, foi presente do compadre Thiago Benedicto, que chegou em abril, via correio, depois de uma saraivada de consultas e exames a que me submeti nas férias de março. O presente foi uma lufada de ar fresco, tirar o foco dessas coisas obrigatórias, O Kungsleden, do Elias Luiz. Também conto depois. 

No meio destes, vieram mais alguns… Wild, da Cheryl Strayed, a biografia do Carlos Wizard, reli um livrinho antigo, sobre a Atlântida e a Lemúria, da editora Pensamento e comecei As Prisioneiras, do Dráuzio Varela… poucos, para quem é leitor voraz, mas bem mais que os últimos anos. 

2-Podcasts

Ahhhhhh!!!!

Isso mudou muita coisa em casa…. 

Também, obra do compadre Thiago..

Começamos bem devagar no comecinho do ano passado, ouvindo os Podcasts do Portal Extremos (olha o Elias Luiz aí de novo),  que fala sobre trilhas, aventuras e as histórias dos aventureiros.. Nossa cara, né…

Daí migrei para os PodCasts da Rádio CBN que ouço na volta do trabalho… e aí virou outro vício que contaminei o Ogro também.

Gostamos do CBN Professional, do 50+ e Vozes.

Fora desses ouço uns alternativos, como o Boa Noite Internet, com o Cris Dias e Júlia me apresentou um novo também, o Bobagens Imperdíveis, da Aline Valek. E podcasts sobre podcasts, pode???

3-Meet Up

Segundo a denominação deles: “Meetup é uma plataforma para encontrar e desenvolver comunidades locais. As pessoas usam o Meetup para conhecer outras pessoas, aprender coisas novas, contar com apoio, sair da sua zona de conforto e, juntas, fazerem mais daquilo que curtem”. 

Tem de todos os assuntos para todos os tipos de público. O que você procurar, vai encontrar. 

Isso entrou na nossa vida, por uma sugestão da minha irmã “anjo” , visionária sempre…e também do João, que acompanha o grupo e se cadastrou neste evento aqui ó: 

Fomos em um episódio este ano de um grupo que se autodenomina Insights: 

“O Insights é um grupo de encontro de criativos inquietos que buscam inspiração pelo mundo.  Era o  8º encontro da turma e foi conversado na ocasião sobre Acessibilidade e UX Design.

O que eu posso dizer da experiência é que foi ao mesmo tempo, um banho de frescor, de jovialidade, de novidade e também ao mesmo tempo, dada a nossa incursão há um tempinho atrás, por causa do contato com a áudio-descrição saber que mesmo “velhinhos” comparados com a faixa etária dos presentes, não estávamos tão por fora e ainda tínhamos um pouco mais de experiência que os presentes (aparentemente) no assunto.

4-Aprender Sempre

Já tinha praticado muito, muito mesmo, por causa do aprendizado que precisei para subir o blog, e cada vez mais, aprendemos que tudo, tudo mesmo a gente consegue procurar e aprender on line. 

E fuçando em internet e pegando indicação de livros, etc. 

Microlearning: também um aprendizado novo, em um dos episódios dos PodCasts do CBN Professional (Episódio 102-com Guilherme Mendes- Microlearning- Pequenos Intervalos de Aprendizagem )  que eu disse lá em cima. Se você não aprende nada grandioso no dia, aprenda uma coisinha pequena….todos os dias….

E assim, seguem-se aqui aprendizados desde receita de bolo até aprendizados para programas de computador. 

5-Organização

Não sei se só eu me sinto assim, mas sempre tinha a sensação de “bagunça”, de ter que organizar as ideias (pelo menos) para tentar ser mais produtiva… mas aquela desordem na cabeça, (e na rotina do dia  a dia) não deixava… até que… ouvi em outro Podcast (vocês estão vendo como eles estão salvando nossas vidas por aqui. O episódio 83, com o Conrado Schlochauer- Ensine a si mesmo e mantenha vivo o desejo de aprender  , trouxe dois novos “termos” que eu não conhecia e fui atrás: 

-Common Place Books- o nome é bonito, mas nada mais é que aquele velho caderninho de anotações para anotarmos o nosso aprendizado e organizar o pensamento;. 

-Bullet Journal-se você buscar na internet, tem aqueles cheios de frufru, pintando com caneta colorida e tals, mas eu não tenho mais paciência (e idade) para essas coisa… bom.. na verdade é gosto pessoal, mas trocando em miúdos, é a velha agenda organizada que você customiza como quiser: pode colocar um calendário dos próximos meses com os principais acontecimentos, fazer lista por mês (de lista de objetivos do mês, lista de aniversários, lista de presentes a serem comprados), pode criar seções de agendas para filmes, desenhos, planos para viagens, etc, etc, etc…

E mais uma dica que o Conrado deu foi de voltar a escrever no papel: Quando a gente escreve com a mão, a gente escreve mais devagar …do que digita (eu por exemplo fiz datilografia, daí sou muito rápida digitando).Outra coisa é que a gente tem que resumir…dá tempo de organizar as ideias e elas não vêm de uma vez, como se estivéssemos “recebendo um ditado”… e papel e caneta a gente tem em qualquer lugar e não precisa esperar bateria ou conexão wi-fi. 

Com isso rascunhado, fiz uma solução bem barata e prática: o velho fichário… comprei um pequeno, com 4 cores de folhas diferentes e organizei: 

-As ideias gerais (dicas, sugestões e novos projetos, insights);

-As ideias gerais para o blog (coisas e aprendizados específicos para implementar no blog);

-Calendário de posts

-Calendário de podcasts

Viu??? Soluções fáceis, simples, que não custaram NADA e que estão trazendo um excelente otimização aqui em casa!!!!

E você??? Quando vai deixar os velhos hábitos e incluir novos na sua vida???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *