Restaurante do Continuum- Parque Estadual de Intervales

Eu não sei você, mas nós, quando vamos a um lugar pela primeira vez (ou pela enésima vez) a comida acaba aparecendo como um dos atrativos locais. Óbvio que em alguns lugares a gente volta mais pela comida, glutões que somos, outros pela acolhida carinhosa, outros pelo próprio atrativo e paisagens do lugar.

O Parque Estadual Intervales,   nosso lugar preferido de visitas, por diversas razões tinha todos os três requisitos que eu mencionei acima.

 

Uma coisa que muita gente elenca nas suas escolhas são o conforto da hospedagem, mas nós até gostamos de vez em quando, mas na maioria das vezes, uma cama limpa e um chuveiro quente é o suficiente.

A acolhida carinhosa dos guias ainda continua lá, ainda que alguns dos veteranos já não estejam mais no ofício, mas sempre estão por lá, na Monitoria, neste feriado pudemos encontrar alguns deles e lembrar dos velhos tempos. Sim, frequentamos o Parque há 16 anos.

O lugar e os atrativos ainda permanecem, e mesmo que façamos a mesma trilha diversas vezes, o clima pode estar diferente, a companhia é diferente, podemos fazer por diferentes formas e caminhos então sempre é como se fosse a primeira vez.

A comida, mesmo simples, era gostosa, caseira, variada e saborosa.

Não somos críticos gastronômicos, muito longe disso, considero até que nossos gostos são prosaicos, assim como nossas exigências com a hospedagem referida acima.

É com pesar que escrevo que este último quesito não foi propriamente um alento. Com a abertura (novamente) do restaurante,os preços altos nos fizeram avaliar e escolhemos fazer apenas algumas das refeições no restaurante. O café da manhã por R$ 15,00, almoço e jantar por R$ 25,00 e lanche de trilha por R$ 20,00 por pessoa, ainda que à vontade, ficou um pouco proibitivo para épocas de vacas magras.

Nesta decisão somou-se ainda, que é um costume da família (e dos amigos que nos acompanhavam) fazer um bom café da manhã, bater perna o dia todo, beliscar um lanche e petiscos no almoço e somente  jantar no final do dia quando estamos viajando.

Como temos algumas restrições alimentares e gostos peculiares no café da manhã optamos por levar suprimentos e preparar o café e  também o almoço na hospedagem.

Acabamos jantando duas vezes e tomamos um café da manhã. Um dos jantares acabamos fazendo um juntado de todas as coisas que levamos e o café da manhã do último dia porque acabamos com todos os suprimentos.

O jantar foi bem parecido nas duas vezes. Saladas frescas e variadas. Mais de 7 opções pelo menos. Um tipo de sopa, arroz e feijão, três tipos de carne (frango desfiado, peixe e algo com carne moída) e um tipo de guarnição. Sobremesa inclusa, doce em compota, doce de leite na primeira vez e arroz doce na segunda. Veja, não que faltasse quantidade. Mas foi apenas funcional.

O café da manhã ao contrário, acabou surpreendendo. Frutas diversas, três tipos de pães caseiros, frios, sucos, café e leite e o proprietário traz pão francês quentinho saído do forno. Simples mas reconfortante.

É desse tipo de conforto e carinho a que me refiro.

No final das contas (creia-me, literalmente) não nos arrependemos de ter levado suprimentos de casa e termos feito nossas próprias refeições.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

2 Comments on “Restaurante do Continuum- Parque Estadual de Intervales

  1. Tiveram sorte. Acabamos de voltar de lá (agosto/2017) e o preço está mais alto e simplesmente não havia opção nenhuma! O almoço se resumiu a arroz, feijão, carne de panela (nada atrativo) e uma batatinha assada. Como eles retiram até as geladeiras das pousadas – que em outras épocas gloriosas tinham fogão também, ficamos forçados a fazer pelo menos 1 refeição no Restaurante. Não valeu a pena!

    • Olá Rodrigo,
      Pois é, muito triste ver como as coisas estão decaindo em Intervales.
      Já existiram tempos áureos, onde a comida era um dos grandes atrativos e mesmo assim, havia a opção da estrutura em algumas hospedagens, com fogão, geladeira e até microondas…
      Uma pena mesmo…
      Um abraço,
      Marcia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *