Buenos Aires- Palermo

            Esta é a região conhecida como o pulmão da cidade. Muitas áreas verdes, parques e jardins. Depois de três dias só batendo perna pelo centro de Buenos Aires precisávamos ver um pouquinho de verde, nem que fosse em jardins.

            Da Recoleta, onde estávamos, pegamos o Bus 110, na Av. Las Heras (que eles falam Serras ou algo que até agora nós não entendemos) e a nossa referência era o Planetário. O motorista do bus nos deixou bem pertinho, passamos numa área arborizada que até agora eu não sei onde era, mas tudo parece ser extensão da mesma área de parques:

O lago no Jardim Japonês

O lago no Jardim Japonês

 Jardim Japonês

Ingressos: Mayores $ 32.

Menores de 12 años GRATIS
Jubilados y pensionados de 65 años en adelante GRATIS
(con documento)

Aberto todos os dias das 10:00 às 18:00 hs.

             O Parque é pequeno, mas queria dar uma olhadinha no que poderíamos encontrar aqui. Logo na entrada, uma fatídica lojinha com artigos japoneses, mas nós estamos mal acostumados com o bairro da Liberdade, em São Paulo, e não havia muita variedade para que pudéssemos comprar alguma coisa.

            Bem no meio existe um lago e é possível fazer a volta ao parque bem rapidamente.Passando pelo passeio, chegamos a duas construções grandes, onde é possível subir as escadarias de uma delas e ter uma vista geral do parque.

            Atrás dessa construção, uma área pequena com um pequeno viveiro e o mais bonitinho é o gramado todo quadriculado. Você vai circundando o lago, pode passear pela passarela e encontrar as indefectíveis carpas, aqui e ali pequenas esculturas japonesas e também existe a possibilidade de almoçar no restaurante dentro do parque. Achamos meio caro (cerca de PAR$ 150~180) e acabamos desistindo.

 

Planetário

Planetário

Planetário

            Passamos pelo Planetário também, andamos pelo Museu, as meninas mexeram em todas as possibilidades interativas, gostaríamos de ter assistido a algum espetáculo, mas neste dia só haveria algum a partir das 16:00 hs, então acabamos desistindo.

         Os espetáculos variam dia a dia e os horários também. Acesse o site para ver as novidades e os horários quando você for visitar.

Rosedal 

            Este é um lugar que eu quis muito visitar, desde que comecei a roteirizar BAS e achei que fosse belo. E não nos arrependemos (bem, eu o Ogro não, não sei dizer a opinião das meninas). Pelo menos elas aproveitaram e muito um passeio de… não sei como chamar aquilo… era um brinquedo com quatro rodas, tipo pneu de bicicletas, com dois bancos de madeira e um guidão para fazer as vezes de volante… bem tosco… As duas resolveram que tinham que andar naquela coisa, e lógico, elas teriam que dirigir e nós dois, de cobaia. Sei que foi a corrida mais perigosa e ridícula que tive na vida… elas tentando controlar aquele guidão enferrujado, fazendo força para pedalar aguentando os nossos pesos na frente.

O bobo móvel...

O bobo móvel…

             Vamos ao Rosedal… um lugar lindo, com rosas imensas, lindas, de várias espécies, cores… para compor o cenário de sonhos (perfeito para cenário de fotos, como vimos em várias paradas) existem pergolados brancos, com heras e arbustos verdes e delicados se enrolando neles, fontes com águas bem bonitinhos e… patos. Só não entendi o por que de tantos patos naquele lugar…

 

           

Shopping Abasto      

Neverland- Shopping Abasto

Neverland- Shopping Abasto

         Depois de andar tanto, a fome começou a apertar.. estávamos já cansadas e achamos que o circuito Palermo já estava feito dentro das nossas programações. Rumamos então para o Shopping Abasto, que tinha lido que era enorme e também ouvíamos de longe o chamado para algumas compras… quem sabe poderíamos encontrar alguma coisinha…

        Foi a única vez que andamos de táxi na capital porteña, pois achamos que daria muito trabalho ir de coletivo…E valeu por dois motivos: o preço, ficou PAR$ 47,00 (o equivalente a R$ 17,00) para nós quatro e conversando com o motorista, sobre os passeios que já havíamos feito e o que queríamos fazer, ele disse que valia muito mais a pena fazer um passeio no Rio Tigre do que conhecer a parte de Puerto Madero, que ele disse que se resumia praticamente a um… porto.

            O Shopping é enorme, não conseguimos percorrer todo o lugar. E o chamado das compras também foi mais um alarme falso…

            Agora, para quem tem criança pequena, reserve um período para visitar a enorme área de lazer, chamada Neverland, com brinquedos como o barco viking, uma roda gigante imensa e aqueles brinquedos normais de parque de diversão, só que dentro de um Shopping.

            Almoçamos na praça de alimentação do Shopping mesmo, nada de anormal, comida de… shopping, tomamos mais um Freddo,  para honrar mais um helado, pegamos o Subte e voltamos para casa.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

7 Comments on “Buenos Aires- Palermo

  1. Pingback: Buenos Aires- Rio Tigre | Os caminhantes

  2. Pingback: Parque de La Costa | Os caminhantes

  3. Pingback: Buenos Aires- O Centro e San Telmo

  4. Pingback: Chegando a Buenos Aires, reconhecendo a capital e a Livraria El Atheneo

  5. Que delícia de lugaaaaaaar!
    Já tinha lido bastante sobre a Argentina e acho um país bem legal para se visitar, em especial agora com a crise.

    Adorei as dicas!!
    Muito obrigada

    • Olá Isabela!
      Obrigada pela leitura e pelo comentário.
      Sim, a Argentina além de linda é uma ótima alternativa agora com esse dólar em alta!
      Um abraço!
      Marcia

  6. Pingback: Villa Crespo e algumas informações do câmbio em Buenos Aires

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *