Usando o transporte público em Buenos Aires

             Acostumados a andar só de carro aqui em Sampa, por cobrirmos grandes distâncias entre nossa casa e o serviço/escola e saber que usaríamos bastante o transporte público em Buenos Aires, estava me deixando levemente receosa. Andei muuuito de ônibus e metrô quando adolescente e estudante, mas o binômio distância/andar com criança nos acomodou em estarmos sempre motorizadas….

            Achamos um blog bem legal, o Ali em Buenos Aires, do Gustavo Pelogia, que nos ajudou bastante nesta tarefa.

        O autor indica o Mapa Interactivo de Buenos Aires, mas acabamos nem usando. Tudo foi indicado pelos moradores e neste quesito, os porteños foram bem educados e conseguimos chegar a todos os lugares pelas indicações.

             Todos os dias perguntávamos ao porteiro do “nosso” apartamento e ele dizia, pegue o bus tal, vá de subte até…que você chega e assim fizemos.

 

SUBE

            É um cartão que você carrega com quanto quiser, nos metrôs, (subtes), em maquininhas espalhadas pela cidade (o que eu consigo fazer referência são aquelas maquinhas de carregar cartão de alimentação/refeição), e é bem parecido com o nosso bilhete único. Nós ganhamos emprestado do nosso anfitrião do apê, como cortesia, durante a nossa estadia, mas o pessoal compra, pelo custo de aproximadamente PAR$ 20,00, mas precisa de documento de identidade e preencher um formulário. Nós, como turistas não saberíamos como fazer e foi uma mão na roda.

Carregando o seu cartão SUBE

Carregando o seu cartão SUBE

            O cartão vale para ônibus, trem e metrô e nos facilitou muito a vida. Se não fosse o cartão, teríamos que sempre andar com moedinhas ou dinheiro trocado, e se no Brasil é nosso grande problema (nunca temos), certamente no exterior a coisa só ficaria mais difícil.

 

Ônibus (Buses)

             Os ônibus circulam 24 horas, segundo a informação do blog acima, nós não temos comprovar, pois só usamos basicamente em horário comercial. Eles não chamam pelo nome da linha e sim pelo número. O coletivo não para em qualquer ponto, identifique nas plaquinhas o número do seu bus e espere neste ponto. Não adianta dar sinal que ele só para onde tem o número com a plaquinha. E sempre foi bem rápido, nunca chegamos a ficar mais do que 10 minutos esperando o ônibus chegar.

            Você fala até onde quer ir e o motorista mesmo faz a conta. Nisso eu me atrapalhava, porque tínhamos um cartão para nós 4, então de vez em quando debitava tudo de uma vez, de vez em quando tinha que passar 2, 4 vezes, muitos motoristas se irritavam comigo, pegavam a minha mão e ficavam passando na leitora do cartão, logo do lado do motorista….

 

 Metrô (Subte)

            O site do metrô aqui

            O metrô fecha um pouquinho mais cedo, 22:30 hs, de segunda à sábado abre às 5:00 hs e domingo às 8:00 hs.

            Também é fácil de andar, não tem muito erro, é igual ao metrô de São Paulo.

 

Taxi

            Li em vários lugares e o Gustavo Pelogia também comenta: só use rádio táxi, que é mais confiável, os motoristas enganam os turistas dando mais voltas e levando-os sabe-se lá para onde… É fácil identificar, só pegar os táxis pretinhos, com a placa em cima do carro e os dizeres na lateral.

            Todos recomendam também, que tenha dinheiro trocado para  dar ao motorista, corre o risco de você ter que descer e ainda ficar tentando trocar o dinheiro para o motorista….

            Usamos o táxi uma vez só, para ir de Palermo até o Shopping Abasto, pagamos PAR$ 47,00, o equivalente a R$ 13,00 aqui. Bem em conta…

 

Estação de Trem no Tigre

Estação de Trem no Tigre

Trem

             Brincamos que usamos todos os transportes públicos dessa vez, até barco, mas depois eu conto. O trem também é tranquilo, com o cartãozinho do Sube carregado, passa-se pela catraca e pronto, só esperar o horário do seu trem.

 No aeroporto

            Já falei, mas usamos as dicas do blog e utilizamos os serviços do Ezeiza Táxi, que está logo no desembarque. É seguro, tem as indicações e foi PAR$ 110,00 de Ezeiza até Recoleta.

            Se você descer no Aeroparque, é bem melhor, porque estará mais perto da área central, então o valor do táxi deve ser bem mais em conta.

Outro translado

   Vi bastante gente referenciando o serviço da Manoel Tienda Leon , e parece um serviço honesto e confiável. Só que achei bem mais caro que os táxis. No nosso caso, como estávamos em 4 pessoas, compensou bem mais os serviços dos táxis normais. (Rádio Táxi, lembre-se).

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

7 Comments on “Usando o transporte público em Buenos Aires

  1. Pingback: Buenso Aires- O Centro e San Telmo | Os caminhantes

  2. Pingback: Chegando a Buenos Aires, reconhecendo a capital e a Livraria El Atheneo | Os caminhantes

  3. Pingback: Buenos Aires- Rio Tigre | Os caminhantes

  4. Pingback: Parque de La Costa | Os caminhantes

  5. Pingback: Villa Crespo e algumas informações do câmbio em Buenos Aires

  6. Que legal a matéria, ótimas informações e muito bom o conteúdo.
    Tenho muita vontade de ir para Buenos Aires e as dicas foram bastante úteis para esclarecer algumas dúvidas que tinha.

    Obrigada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *