É necessário alugar um carro em Orlando?

Uma amostra dos tipos de carros, comuns lá

Como foi alugar um carro em Orlando

Uma das primeiras dúvidas que surgem no passeio à Disney, depois de resolvidas as passagens aéreas e Hospedagem vem a questão da locomoção. Alugar um carro é necessário ou não?
Podemos listar os motivos que nos levaram a alugar um carro:
1-não ficaríamos em um Hotel do complexo Disney, então não teríamos acesso ao sistema gratuito de transporte exclusivo aos seus hóspedes: ônibus, trens, bondes elétricos e monotrilhos;
2-nossa estrutura do roteiro, ou seja, 18 dias para dividir em 10 parques (no mínimo), e também outros que não eram do complexo Disney;
3-as inevitáveis compras, e lógico, o aumento de bagagem;
4-o número de pessoas, 5 pessoas ao todo, entre esses 2 crianças e uma idosa,
5- outras particularidades como: a opção por hospedagem com cozinha completa e sem café da manhã haveria a necessidade de abastecimento constante em supermercados
6-o que lemos em outros blogs e nos guias de viagens, não vimos muitas opções viáveis, como táxi, ou alguns hotéis que oferecem translados gratuitos aos parques, mas isso significaria ficar preso aos horários disponíveis pelo Hotel;
7-principalmente a maleabilidade que tanto gostamos em nossos passeios;
O aluguel do veículo ocorreu por conta da Agência, que já comentamos, a  Sem Fronteiras, pela Álamo e ficou assim:
 
Locação de carro (valor total)
Retirada: 01/12-Aeroporto de Orlando as 12hs
Devolução:     18/12 – Aeroporto de Orlando as 17hs
Cat: Minivan – Modelo: Dodge Caravan ou Similar.
Valor total para o periodo: US$ 1.014,00
Incluso na locação: Km Livre; taxas governamentais e aeroportuárias; seguro contra roubo, colisão e incendio; GPS e 1 motorista adicional.
      O preço no início da cotação era outro, este preço era o referente a uma SUV, mas a Agência conseguiu uma Minivan, que é um pouco maior pelo mesmo preço.
        Acabamos nem pesquisando com outras agências, pois fazia parte do pacote todo e parcelamos tudo junto.
        Existem porém inúmeras agências, como a Hertz, Avis, Sixt e a Dollar.
Vale dizer ainda que fizemos uma coisa que nosso agente comentou: no balcão o atendente te oferece 50 serviços, você deve recusar todos. Nós aceitamos um por achar “mais conveniente”, pagamos US$ 29,00 para poder entregar o tanque incompleto, e não o tanque cheio, como é o padrão.
      Quando devolvemos o carro, o atendente cobrou US$ 60,00 porque não entregamos o tanque cheio. Tentamos explicar, mas não deu certo. Não sei o que aconteceu, fiquei de reclamar para a Alamo, mas fui deixando, fui deixando e desisti. Se formos levar em conta estes pequenos adicionais, o aluguel que nós fizemos, ainda ficou um pouquinho mais caro.
Algumas considerações gerais:
 
-as categorias de carro são:
.econômico/midsize
.intermediário/fullsize
.premium
.minivan/van
.SUV
.Luxo
.SUV de Luxo
.Conversíveis
.Carros esportivos
.Veículos ecológicos
Esse foi nosso “carrão de rico”
nossa Carteira é válida nos Estados Unidos?
A nossa Carteira Nacional de Habilitação foi normalmente usada. Você precisará dela e de um cartão de crédito no momento de retirada do veículo.
Queria colocar aqui, algumas informações sobre a PID (Permissão Internacional para Dirigir) extraído do site do Detran-SP …”A Permissão Internacional para Dirigir (PID) é emitida para que o condutor habilitado no Brasil possa dirigir no exterior, em países signatários da Convenção de Viena (ver países signatários) ou países que atendam ao princípio de reciprocidade”.. maiores detalhes site do Detran e dizer que tudo é muito simples, etc, etc, mas pesquisando mais um pouquinho, parece que a coisa não é assim tãaao simples e existem aquelas pequenas letrinhas que não explicam para a gente, então vou parar por aqui… um exemplo do que eu encontrei num blog sobre este assunto: Giro pela Toscana leia a caixa de comentários.
Agora, eu não sei se o problema é só na Itália, se na Europa, e se nos Estados Unidos tudo bem…
Resumindo, aparentemente demos sorte, assim como a horda que invade Orlando atualmente, mas não sei se no caso de ocorrer alguma sinistralidade, tudo seria assim tão fácil…
-para checar quando for alugar um carro:
-O GPS: mesmo que você tenha acesso aos mapas, tenha um mínimo de sentido de orientação e receba orientações, foi muito útil em nossa estadia. Apesar de existirem sinalizações suficientes, aquela mulher falando no nosso ouvido que eu simplesmente ODEIO aqui no Brasil, foi a diferença entre a tranquilidade e o aborrecimento de se perder depois de um dia inteiro andando nos parques, ou nas intermináveis compras, à noite, querendo chegar logo no Hotel.
-O “pacote” semanal: normalmente, alugar o carro por um período semanal (ou quantos mais dias forem necessários) tornam o aluguel mais vantajoso que a taxa diária;
-A idade do motorista, algumas companhias adicionam taxas para motoristas com menos de 25 anos;
-Se no aluguel consta o motorista adicional;
-Os tipos de seguro que mais se encaixarem no seu perfil de viagem; não economize muito nesta área.
Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

2 Comments on “É necessário alugar um carro em Orlando?

    • Oi Silmara!!
      Nossa, desculpe, não tinha visto seu comentário… bom, anos depois… sim, o motorista adicional é mais uma pessoa da família para dirigir o carro. No nosso caso, o João foi o motorista principal e eu entrei como adicional.
      Um beijo!
      Marcia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *