Quarto e último dia da Trilha Salkantay -De Santa Teresa para Aguas Calientes

O acampamento em Santa Teresa
Considerando o estradão do dia anterior, conseguimos, sem muito esforço, convencer o Ogro a pagar o bus para nos levar até a Hidrelétrica, (S/10,00 cada um) economizando assim uma pernada de 14 km e pelo menos 2:30 hs, o que no nosso caso seria certamente umas 4:00 hs, porque a partir daqui, seria a carga total, com sleeping bag e isolante. Achamos que valeu muito a pena, pois o sol estava castigando e andar naquele poeirão, não é um programão.

Tomamos o último desayuno, desta vez bem tardio, 7:30 hs com o Roberto, nos despedimos e perto das 9:00 hs tomávamos o bus, com uma parte do pessoal do dia anterior
Procurando vôos para Cusco? Clique aqui

Nós e o Chef Roberto, uma figura!!!!
Chegamos por volta das 10:15 hs na Hidrelétrica, começamos a caminhar depois de uns 15 minutos nos trilhos do trem. Existia a opção de esperar o trem, que custa US$ 7,00, mas o Osgel nos disse que mesmo que fôssemos devagar, em 3 hs mais ou menos estaríamos em Aguas Calientes, para não ficarmos parados até às 16:00 hs esperando.
 Almoçamos por volta das 13:00 hs o lunch box no isopor que o Roberto deixou preparado, arroz colorido, palta, papas e atum, que não conseguimos terminar tudo, de tão grande, na beira do rio, com direito a um rápido mergulho nas águas gélidas pelo Ogro e desta vez deu até para descansar um pouquinho.
Nos deliciando com a marmitinha
O banho do Ogro
Chegamos ao Pueblo de Aguas Calientes, o Ogro passando mal, alternando a trilha com o matinho, uma caminhada de 11 km, mais ou menos às 15:00 hs.
                     Procurando hotéis em Cusco? Clique aqui
Ficamos no Hostel Tayta, calle Yahuarjucac, 209, MachuPicchu Pueblo, com o Darcy, conversando conosco em… português. Esta hospedagem já estava incluída no pacote da Machu Picchu Brasil.
Apesar de muito simples, para nós foi como um 5 estrelas.
Aguas Calientes ou Machu Picchu Pueblo
Tomamos o primeiro banho de verdade, depois do início da trilha, descansamos um pouco e saímos para bater perna, sim, é mais forte do que a gente, o chamado das lojas e do Mercado de Artesanías.
Voltamos ao Hostel para o Osgel nos levar jantar, no Chaski restaurante, o menu turístico, com uma entrada, o segundo e um suco.
A Plaza Central
                                      Mais passeios em Cusco? Clique aqui
O Ogro foi de sopa de entrada, a Júlia de salpicão de frango e eu de palta a vinagreta. O segundo pediram pollo, os dois e eu de carne de alpaca. Também estava incluído no pacote, não lembro quanto era…
Jantamos, passamos na bilheteria para pegar com o Osgel o ticket do bus para subir para Machu Picchu e compramos a descida e voltar ao Hostel para descansar. Chega de estrada!!
   Veja os outros posts do Peru também:
Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

10 Comments on “Quarto e último dia da Trilha Salkantay -De Santa Teresa para Aguas Calientes

  1. Eu adoro uma cachoeira, mas tomar banho em águas termais – como vcs descreveram no post anterior – deve ser como tirar férias no meio das férias… Heheheh!

    Estou adorando os post da Trilha Salkantay. Machu Pichu está na minha lista de lugares para conhecer e as dicas que vcs estão dando aqui são preciosas! =)

    Beijos!

    • Olá Ju!!
      Perfeita a sua descrição e foi isso mesmo que sentimos, os banhos em Cocalmayo foram umas férias no meio da viagem!!
      Obrigada pela leitura e o próximo post é justamente Machu Picchu!
      Beijos!
      Marcia

  2. Os posts estão mesmo incriveis… e mesmo sendo uma trilheira de carteirinha me canso quando leio,imaginando como deve ser puxado..rs..deve ser uma aventura e tanto meeesmo,rs.. Fiquei mega curiosa na carne de alpaca,é gostosa?? adoro provar comidas diferentes e fiquei chateada pq qndo fui no Peru queria ter comido o tal do cuy e não achei em canto algum.. :/
    Bjs e otima semana!!!

    • Oi Ana!
      Obrigada pela leitura! É, os posts estão um tanto quanto compridos…rsrs… mas eu falo demais! (brincadeira!). Será que é por isso que eu cansei tanto, pq falar e respirar ao mesmo tempo era difícil..hehehe.. Agora sério! As distâncias eram grandes, lógico que não estamos acostumados a andar tanto, mas acho que se tivéssemos que andar estas distâncias,mas em altitudes menores, teríamos cansado menos…
      A carne de alpaca… a do menu turístico estava dura e seca, não gostei. Depois, comemos de novo no Tunupa, que conto depois, e estava bem melhor. É uma carne suave, não tem um gosto marcante, bem sequinha, sem gordura e me lembrou um pouco um filé mignon. Mas para quem gosta de uma carne suculenta (tipo um churrasco argentino), não deve ter muita graça. O cuy estava no menu do Don Tomas, mas não tivemos coragem…
      Quem sabe numa próxima vez…
      Bjos e um ótimo fim de semana, pois já estamos quase la!!
      Marcia

  3. Eta galera guerreira.
    Fui até Machu Pichhu no começo do ano, mas vou admitir que prefiro um pouco mais de conforto.hahaha
    Um bom hotelzin pro banho, um belo café da manhã com calma… E mesmo assim sofri com a altitude. Vocês são demais!!!! Parabéns!!! Super saúde e disposição.
    Valeu pela visita ao blog http://www.viajarpelomundo.com
    Bj
    Claudia

    • Oi Claudia!
      Obrigada pela leitura e pela visita!
      Olha, depois desta, para você ter idéia, estamos um “pouco” traumatizados.
      Na volta da viagem, chegando em casa pela Marginal Tietê, para vc ter uma idéia, a Júlia contou que dava arrepio de ler a indicação das placas: 15 km , 20 km…
      Já pegamos uma praia este final de semana passado para sentir um pouco de sol e calor (depois de um ano sem ir para a praia!!!É, não sentimos muita falta…mas agora…)
      Agora para o feriado de setembro vai ser assim como vc falou, uma pousadinha no campo, um café da manhã farto, mineiro de preferência, fogão a lenha…ai,ai…
      Adoro seu blog também!
      Bjos.
      Marcia

  4. Pingback: O segundo dia da Trilha de Salkantay | Os caminhantes

  5. Pingback: O começo da trilha de Salkantay | Os caminhantes

  6. Pingback: Peru- Cusco e Trilha de Salkantay | Os caminhantes

  7. Pingback: Tour Arqueológico em Cusco | Os caminhantes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *